Archive for Agosto, 2004

Figo, até sempre!!!

18 de Agosto de 2004

«Caros Amigos,

Há momentos na vida em que todos nós somos obrigados a fazer opções. Algumas mais fáceis que outras. Esta, por razões que são óbvias, é-me particularmente difícil. Ao longo de 15 anos ao serviço das várias Selecções Nacionais foram muitas as experiências e as alegrias que vivi. Estou extremamente feliz por esse percurso, no qual cresci e me formei como pessoa e como profissional de futebol. Foram muitos estágios, muitos momentos de trabalho, de confraternização, de emoções fortes, de alegrias e também de algumas tristezas; momentos que me ajudaram a ponderar.

Para além do êxito de Portugal, em termos organizativos, no recente Euro-2004 e que a todos encheu de orgulho, vimos surgir um novo grupo de futebolistas, capaz de garantir a continuidade do nível alcançado pelo futebol português na última década.

Penso, porém, que chegou o momento de fazer uma pausa. Não sei, ainda, dizer se para sempre – porque nunca recusei servir o meu País e porque ninguém pode prever o futuro! -, mas, neste momento sinto necessidade de parar. Esta é a expressão do meu sentimento.

Continuarei a apoiar, a sofrer e a desejar sempre o melhor para a minha, acho que a posso denominar assim, Selecção Nacional! Serei sempre um incondicional, quer nos bons quer, principalmente, nos momentos mais difíceis. Aliás, direi mesmo que vou manter-me «presente» e disponível para ajudar a Selecção Nacional sempre que a isso seja solicitado e sempre que entenderem que a minha presença representa uma «mais valia» indispensável. Nesta hora de pausa, e sem prejuízo do que o futuro possa vir a reservar-me, permitam-me que dedique, nestas poucas linhas, uma palavra de sentido agradecimento a todos aqueles que sempre estiveram ao meu lado:

– primeiro, à minha família, pelo apoio incondicional ao longo de todos estes anos. Sem ela teria sido impossível estar de alma e coração, tantos anos, ao serviço das Selecções nacionais;

– ao público, pelo seu carinho;

– a todos os meus companheiros com quem partilhei tantas emoções. Eles são o que de melhor existe nas Selecções Nacionais e sem os quais não teriam sido possíveis os triunfos que alcançámos;

– ao Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, aos treinadores, aos médicos, aos massagistas e ao pessoal ligado à Federação, que trabalham para que nada falte aos jogadores; uma menção especial ao Senhor Carlos Godinho, companheiro de todos estes anos de Selecção. A todos, o meu profundo agradecimento, pela dedicação, esforço, carinho e amizade que me dedicaram.

Desejando sempre o melhor para o meu País.

Até sempre

Luís Figo» 18/08/04

RTP, Futebol de interesse público… :)

18 de Agosto de 2004

Como sua excelência Drª Fabiana O. Pereira Saraiva já disse no guestbook os Escuteiros do 1096 vão ter futebol. Desta vez é a sério. Sábado, dia 21, iniciaremos o torneio com a equipa da Panchorra às 11h locais (pessoal do estrangeiro tenham cuidado com o fuso-horário). Depois acabaremos o dia às 18h contra Alhões. Recorde-se que o nosso grupo é de 5 equipas o que significa que voltaremos a jogar dia 28. Dia 21, vamo-nos apresentar muito desfalcados devido a jogadores estarem de férias. O Nelson Gasalho não jogará assim como o Carabaz. Portanto está-se mesmo a ver… 😦 Para o fim de semana a seguir em princípio já contaremos com as estrelas e se ganharmos os 3jogos passaremos à próxima fase (em princípio). Para a claque já sabem… Contactem a Drª Fabiana o mais rápido possível pois caso não tenham lugar na caravana de autocarros terão de seguir o jogo pela RTP, RTP Internacional ou RTP África. Contamos com o vosso apoio!!!

Ass: Scouts Team

ACAVERÃO 2004

18 de Agosto de 2004

Cerca de 25 escuteiros (poucos mas bons) partiram de Resende com destino a Mira. Depois de uma longa viagem e de uma chuvada para conhecermos o campo lá o montamos e fomos ver a praia. Só podemos ver porque as condições climatéricas não eram as melhores… O acampamento teve como finalidade praticar uma boa acção por dia. Todos os dias, na oração da manhã em frente a todo o agrupamento lá tivemos nós que dizer a nossa boa acção realizada no dia anterior. Idas à praia (quando estava bom tempo), jogos de futebol, uns jogos de “mesa” (quando chovia) entre outros foram as actividades que se fizeram durante a semana. De manhã era sempre a mesma coisa. “Toca, a levantar que está um bom dia para a praia!”. Depois de calções de banho e chinelos prontos a rolar saíamos fora da tenda e levávamos com uma “trombada” de água em cima. De destacar era o pessoal da “Catedral” (ex – República) que animava o resto da malta. Era a família “Contra Straike”. Pontos negativos… Acho que só mesmo na 6ªfeira 13 por volta das 4:20 da manhã… Estava eu a fazer vigia com dois miúdos quando ouço um estrondo fenomenal. Minutos mais tarde fui com o meu pai ver o que se passava e tinha sido um acidente de viação no qual resultou uma vítima mortal. A pedido da Sofia, espuma, espuma… Acho que não houve. Se houve foi daquela silenciosa… Agora com E maíusculo… Não houve. Aos que não foram nem sabem o que perderam, aos que foram metam nojo aos que ficaram :p Hehehe


%d bloggers like this: