O filme da minha vida: Pearl Harbor

by

A trama é baseado na vida de dois ousados pilotos do Tennessee que se conheciam desde a infância, Rafe McCawley (Ben Affleck) e Danny Walker (Josh Hartnett). Ambos se alistam no exército e treinam como pilotos de caça, e conhecem a bonita e dedicada enfermeira Evelyn (Kate Beckinsale). Rafe e Evelyn iniciam um romance.
Com a guerra na Europa, Rafe se voluntaria para lutar juntamente com a Royal Air Force na Batalha da Inglaterra para defender o Reino Unido da Luftwaffe, insistindo para que seu amigo Danny ficasse nos Estados Unidos, cuidando de sua amada Evelyn.
Tanto Evelyn como Danny são transferidos para o Havaí, um lugar distante da guerra, com aparência paradisíaca. Evelyn recebe a notícia de que o avião de Rafe fora abatido, e por não haver mais notícias, ele fora considerado morto em combate.
Após algum tempo, Evelyn e Danny inciam um romance, e surpreendentemente Rafe reaparece. Ele sobrevivera à queda, sendo resgatado por um barco francês. Não pode enviar notícias estar na França ocupada. Rafe e Danny brigam num bar, e acordam no dia seguinte com o início do ataque a Pearl Harbor. Com muita luta, conseguem subir em seus aviões, e abatem alguns aviões japoneses. A seqüência do ataque é o ponto alto do filme.
Os três voltam para os Estados Unidos, e tanto Rafe como Danny são convocados para um treino secreto, no que seria o Ataque Doolittle, sendo o Tenente-Coronel James Harold Doolittle interpretado por Alec Baldwin.
Antes de partirem para o ataque secreto, Evelyn confidencia à Rafe que está grávida de Danny. Com dificuldades, a incursão completa seus objetivos, e os aviões têm um pouso forçado na China ocupada, com falta de combustível e sem pista de aterrisagem. Danny é preso e morto pelas tropas japonesas, e apenas Rafe volta com vida. Evelyn e Rafe casam, e dão o nome de Danny para seu filho.

In Wikipédia

4 Respostas to “O filme da minha vida: Pearl Harbor”

  1. EllenRoche Says:

    Elen Roche vc é uma gata lidissima…quem não gostaria de te-la verdade? Então não poderia deixar de falar o quanto vc é demais e gostaria de ser respondido ok!!! Gostaria de ve-la mais vezes nas revistas..continue os ensaios sensuais, pois vc é de mais!!

  2. lisandro Says:

    Não deveria ter uma bomba atômica no final do filme? Os americanos e seu lado parcial. Sempre querendo ser os bonzinhos. OS japoneses atacam militares, os americanos atacam civis, pessoas indefesas, com bomba atômica, mas isso não aparece, é claro… Filme é terrível.

  3. janderson donizeti diverne Says:

    eu quero esse filme…e agora…!!!

  4. Cláudio P. Says:

    Sempre achei que o mal gosto é vitima da desinformação. Pearl Harbor como “filme da vida” de alguém é algo assustador. Primeiramente porque tirando os efeitos especiais (computadorizados) não fica mais nada. O enredo com seus clichês insuportáveis e totalmente parcial, atuação rasteira, e uma visão míope da histórica. Um Titanic sobre guerra. Pode ate ser “bonzinho” assistir, mas pelo amor… vamos parar por aí mesmo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: