Combustível dos Hipermercados

by

Eis a minha opinião para por a Galp, Repsol e BP de lado e utilizar o Intermarché:

O combustível vem todo do mesmo lado, os aditivos que lhe colocam é que são diferentes;
A diferença dos aditivos é mais a nível de detergentes e outras porcarias que adicionam ao combustível. E por exemplo a 95 ‘normal’ e a 95 GeForce, têm as duas 95 octanas mas mas uma paga mais pelos anúncios e todo o lixo que lhe põem;
O combustível mais barato (hipermercados) não leva certos aditivos para ficar mais barato.
Se tiverem um carro com um motor antigo, não haverá grande problema em meter combustível do mais barato;
Se tiver um carro com motor recente (principalmente diesel) convém não abusar dos combustíveis baratos para evitar situações como os filtros de gasóleo cheios de água, bombas gripadas e injectores entupidos…

Se estiver, enganado comentem e digam coisas…

Etiquetas: , , ,

11 Respostas to “Combustível dos Hipermercados”

  1. Tiago Says:

    Ah, esqueci-me de dizer que não percebo nada de mecânica de automóveis… 😕

  2. Tiago Says:

    E tenho a dizer que na Covilhã no dia 28.05.2008 o top dos mais baratos para os mais caros é o seguinte:
    – Intermarché;
    – Alves Bandeira;
    – Agip;
    – Cepsa;
    – Repsol;
    – BP;
    – Galp;

    Em Resende têm diversas opções de escolha:
    – Galp;
    – Galp;
    – E a Galp;

    Tudo em:
    http://www.maisgasolina.com

  3. as Says:

    Pronto para não ter muito que pensar e não gastar mais em deslocações só resta uma escolha em Resende só se recomenda a GAlp mesmo! Tá certo. Obrigado. BJs

  4. Fontão Says:

    No geral o que disseste está certo. No caso da diferença entre as gasolinas e gasóleos convencionais para os de “última tecnologia”, como é o caso do G-Force da Galp, Ultimate da BP, etc… esta reside na refinação do combustível e na manipulação das suas características químicas de modo a rentabilizar a potência, o consumo, a manutenção do motor e a poluição ambiental. Enquanto que nos casos da potência e consumo os ganhos andam na média de 2,5% e 4,5% respectivamente, já na manutenção do motor estes estão, em média, nos 25% e nas emissões de gases a redução média é de 50% chegando em alguns casos aos 80%. Ou seja, os ganhos em potência são muito pequenos, por esse facto não compensam, no entento, em termos de manutenção (diminuição do atrito e melhor lubrificação das peças da câmara de combustão, limpeza das condutas de combustível e injectores) e de redução de emissão de gases, estes combustíveis valem muito a pena. A escolha depende sempre das prioridades de cada um. Tendo em conta o custo de vida actual, eu continuo a utilizar combustíveis do jumbo 😉

  5. Fontão Says:

    Já agora, até porque este tema me interessa, vou fazer um comentário aos 5 pontos apresentados:

    1º O combustível vem mesmo de todo o lado, vem da crusta terrestre. No entanto tem propriedades diferentes conforme o local de exploração. A refinação do combustível também varia tendo em conta os acertos de temperatura de refinação e o método utilizado para a efectuar. Logo, a gasolina e o gasóleo é sempre um pouco diferente entre fornecedores.

    2º A diferença não está só nas octanas, mas penso que já respondi a isso anteriormente.

    3º O combustível de hipermercados também tem tratamentos. No entanto são, em regra, tratamentos básicos e não com os métodos mais recentes de modo a não inflaccionar o custo.

    4º Quem tem um carro mais antigo é a quem mais convém utilizar combustíveis com tecnologia de ponta (mais caros, portanto) de modo a prolongar a vida útil do motor e a diminuir o decaimento da eficiência deste.

    5º Quem tem um carro mais recente, pode utilizar combustíveis com algum descanso uma vez que pode aproveitar o facto de o motor estar afinado, o que vai permitir queimar a maior parte de resíduos do combustível, não criando, por isso, depósitos de lixo relevantes para um eficiente funcionamento do motor

  6. Tiago Says:

    Ora nem mais… Mil testamentos…
    Com isto se tira a conclusão que os combustíveis dos hiper ao menos não fazem mal ao veículo (a não ser que seja uma carroça puxada por um burro) isto porque também tem tratamentos… E como não há dinheiro… 😕
    E já agora… Bombas AGIP… Ouvi dizer que são Shell? Não? É bom combustível? Ou podemos considerar como o dos hiper?

  7. Tiago Says:

    Agora só falta alguém falar nos combustíveis daqueles carros de radiomodelismo… 😛

  8. Tiago Says:

    E já agora para quem quiser saber como poupar mais combustível siga neste link:
    http://www.agenciafinanceira.iol.pt/noticia.php?id=956629&div_id=1730

  9. Rui Says:

    Aqui está uma análise feita por mim durante 2 meses.

  10. Jose Valentim Joaquim Says:

    Sempre meti gasoleo no Carrefour em portimão, depois passou a continente e logo na primeira vez, o caro ficou aos soluços, tive de retirar o gasoleo limpar deposito, ejectores, e trocar o filtro. Como seria de esperar não fui lá mais com os meus carros (3) até há duas semanas, como aumentou bastante resolvi experimentar outra vez, depois de fazer 150 km tenho o carro igual então voltei ao continente mas desta vez para reclamar por escrito, agora estou á espera para ver se se responsabilizam pela reparação de carro.
    Conclui-se assim k o combustivel não é igual aos de marca e o k se poupa na compra depois gasta-se 50 vezes mais na oficina e diminuindo a duração do motor.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: