Festival RTP da Canção – Vencedor

by

“Todas as ruas do amor ”  do grupo Flor de Lis foi a música escolhida pelo público português para representar Portugal no festival da Eurovisão 2009.

Etiquetas: , , , , , ,

157 Respostas to “Festival RTP da Canção – Vencedor”

  1. Tiago Says:

    Letra:

    Se sou tinta
    Tu és tela
    Se sou chuva
    És aguarela
    Se sou sal
    És branca areia
    Se sou mar
    És maré-cheia
    Se sou céu
    És nuvem nele
    Se sou estrela
    És de encantar
    Se sou noite
    És luz para ela
    Se sou dia
    És o luar
    Sou a voz
    Do coração
    Numa carta
    Aberta ao mundo
    Sou o espelho
    D’emoção
    Do teu olhar
    Profundo
    Sou um todo
    Num instante
    Corpo dado
    Em jeito amante
    Sou o tempo
    Que não passa
    Quando a saudade
    Me abraça
    Beija o mar
    O vento e a lua
    Sou um sol
    Em neve nua
    Em todas as ruas
    Do amor
    Serás meu
    E eu serei tua
    Se sou tinta
    Tu és tela
    Se sou chuva
    És aguarela
    Se sou sal
    És branca areia
    Se sou mar
    És maré cheia
    Se sou céu
    És nuvem nele
    Se sou estrela
    És de encantar
    Se sou noite
    És luz para ela
    Se sou dia
    És o luar
    Beija o mar
    O vento e a lua
    Sou um sol
    Em neve nua
    Em todas as ruas
    Do amor
    Serás meu
    E eu serei tua

  2. Thea Says:

    será que ficamos em penultimo? lol

  3. Carla Says:

    Certamente. Que raio de mentalidade a vossa, até dá dó! Estão à espera de quê? De que um dia Portugal ganhe o ESC? Sim, sim, ide esperando. Nem a Lucy fazia milagres, neste ESC. Por muito que passemos à final, somos sempre arredados do top 10: ainda não perceberam que o Festival da Canção é só POLITICA? Ou vão-me dizer que a música do Dima Bilan era realmente a melhor o ano passado?

  4. Tiago Says:

    Música vencedora do festival: https://tdias.wordpress.com/2009/03/01/festival-rtp-da-cancao-vencedor

  5. Tiago Says:

    Por acaso foi a minha preferida… E de longe que retrata o nosso país…

  6. carvalho Says:

    os meus parabens pela cançao saudaçoes amigas a esse grupo que naos vai representar o nosso querido portugal e se desrem tudo nada lhes é mais obrigado.assina carvalho pais dos pirineos.Andorra

  7. Paula Says:

    Muito linda, mesmo!!!! Mostra o que é o nosso lindo país… as coisas não são perfeitas, mas a beleza natural do nosso país é de facto linda!!!! Força para o concurso e mesmo que não ganhemos, vamos mostrar o nosso país ao pessoal!!!

    • Luis Says:

      Luis :Dizemos sempre que na nossa competição internet (que terminou agora), nunca aparecem canções festivaleiras e alegres (música + artista + voz e presença). A canção que ganhou jamais ganhará qq coisinha lá fora. Até pode ter uma letra razoável ou boa… mas isso para o júri internacional interessa para alguma coisa? O que quero dizer é que a canção número (8 – Catarina Pereira), era de longe a mais adequada de todos os pontos de vista, alegre, mexida, na cor e a presença da artista, ou seja, foi a canção do tipo que precisáva-mos para ficar-mos numa posição razoável. Por isso se ganhou a que ganhou, depois não nos podemos queixar quando ficar-mos para baixo do meio da tabela.

      Sim sim, uma canção que nos põe a dormir…

  8. ana Says:

    isto relmente…..
    não gostei, a letra é linda, mas a musica não encaixa….
    la vamos nós ficar no fundo do poço…

  9. Mike Says:

    Just passing by.Btw, your website have great content!

    _________________________________
    Making Money $150 An Hour

  10. Ana Rita Vale Says:

    Muitos Parabéns, é uma música que representa as nossas origens, folclore e o nosso Portugal. Parabéns também pelo videoclip pois tem imagens lindas do nosso País do qual muito nos devemos orgulhar!!

  11. Beto - Macedonia Says:

    E a minha favorita!
    E muito boa e por aqui nos Balkans especialmente na Macedonia, recomendei esta cancao a um colega que e DJ na maior radio do Pais e passaram a cancao varias vezes e as pessoas gostam!!

    E tambem enviei carta a RTP e responderam positivamente!
    TEmos opportunidade!!
    Devemos ficar nos 6 primeiros pelo o que eu tenho ouvido das outras cancoes concorrentes!

  12. claudia andrade Says:

    Parabéns! a letra é muito bonita, e a musica entra no ouvido…Por favor passem a apreciar a música portuguesa, maior parte das pessoas que gostam de música inglesa, americana, não deve perceber nada de inglês, maior parte dessas musicas não ficam em nada há frente daquilo que muitas pessoas chamam musica PIMBA, eu chamos música que me diverte imenso nas festas populares, é só alegria!Era bom que não tivessemos um espirito tão critico pela negativa do nosso País.Como já viajei um pouco verifico que Os Portugueses só olham para o vizinho do lado, e não gostam daquilo que são!É pena!Tenho orgulho na nossa música portuguesa, e garanto-vos que está cada vez melhor!

  13. NUNO SILVESTRE Says:

    OS MEUS SINCEROS PARABÉNS,NOMEADAMENTE Á ANA SOFIA E A TODO O GRUPO “FLOR DO LIZ”.
    COM UMA LETRA SIMPLES E UMA COMPOSIÇÃO MUSICAL QUE RETRATA E SIMBOLIZA O NOSSO PAÍS.
    SEJA QUAL FOR A CLASSIFICAÇÃO NA EUROVISÃO,A NOSSA IDENTIDADE ESTÁ REFORÇADA NA VOZ E NOS INSTRUMENTOS MUSICAIS QUE O GRUPO APRESENTOU.
    COMO RADIALISTA SINTO,QUE FOI FEITA JUSTIÇA NUM FESTIVAL QUE VINHA PERDENDO FULGOR.PARABÉNS AO “FLOR DO LIZ”.

    NUNO SILVESTRE

  14. NAZARE FM-TOKANIMAR Says:

    O PROGRAMA “TOKANIMAR” DA NAZARÉ FM,ENVIA OS SEUS VOTOS DE PARABÉNS AO GRUPO “FLOR DO LIZ”, GRANDE VENCEDOR DO FESTIVAL DA CANÇÃO RTP 2009.
    ACHO COM REALIZADOR E AUTOR DE PROGRAMAS DE RÁDIO ,QUE O SENTIMENTO PORTUGUÊS E A QUALIDADE DA COMPOSIÇÃO MUSICAL,ALIADA Á VOZ DA CANTORA,FORAM DETERMINANTES NA ESCOLHA DO JÚRI.
    QUERO DESTACAR A PRESENÇA DA ANA SOFIA (ACORDEONISTA),COM UM SOLO FANTÁSTICO SÓ AO ALCANCE DOS MELHORES E ELA É SEM DÚVIDA A MELHOR.PARABÉNS.
    NUNO SILVESTRE

  15. jorge Says:

    parabens a rtp pelo festival deste ano para mim o melhor dos ultimos anos . a musica dos flor-de -lis é mesmo bonita só é pena que no festival internacional ( russia ) tenha de competir com paises que tem vergonha da propria lingua e depois camtaõ em inglês para se colecarem em vantagem(paises de leste ).parabens a ANA SOFIA CAMPEÃ a menina do acordeão que a muito tempo não via

  16. Luís Ramos Says:

    A música não vale nada.
    Parece uma salsicha. Como começa, é como acaba. Não mostra nada de novo e tem uma melodia pindérica que não passa do mesmo.
    Dá-me ideia que a sequência de acordes, além de ser batida e esteriotipada, foi produzida por meio de “copy-past”.
    Essa de se continuar a sustentar o tema de que “o simples é o mais bonito”, funciona algumas vezes, mas nem sempre!
    Música desta faz-se em cima do joelho, minha gente. Uma autêntica geleia de som com um instrumental muito pobre e em que mal se destaca uma estrofe no poema ou na própria composição harmónica.
    Onde fica a história? …A sequência com princípio, meio e fim?
    É uma música burra!
    Burra! Não tem outro nome! Música burra, feita por gente burra e para ser ouvida por burros.
    “…aaaai, a meniiina, o acordeão!!! aaaaai, coisa mais linda!…”
    Acordem para a vida e comecem a ter noção que a música cantada em português também pode fazer sucesso lá fora, se for bem construida e executada com qualidade.
    Mas estamos em que ano?
    Portugal só debita isto?
    Será que o festival está a ser conquistado por zarolhos e pela simples vontade de aparecer em público? O facto é que são poucas as vezes que vejo o bom gosto aliado a este arreial de pategos.
    A música é uma arte como qualquer outra. Não chamem artistas a qualquer labrego que pegue numa esferógráfica para escrever uma letra que parece um barrote espetado no chão.
    Minha gente! É que já não bastava o facto da música ser um escremento… a letra também tinha que sair infeliz! Tanto se lê para a frente como para trás.
    Se me dissessem que esta era a musica vencedora do festival de 1965, talvez acreditasse.
    Mantenham costumes e tradições… …mas não se submetam à falta de noção, inovação, progresso e à falta de lucro cultural.

  17. podem-me expilcar? « osfieisaochefe - lifegoesonaguardandooregressodochefe Says:

    […] “Por acaso foi a minha preferida… E de longe que retrata o nosso país…” […]

  18. Luís Ramos Says:

    LOL. Bem observado.

  19. Carla Says:

    Luís Ramos… Um grande LOL para ti. Desde quando é que uma música tem de ter história? A música da Luciana tinha história, se calhar… Já que achas tão mau, aconselho-te para o ano a concorreres, para fazeres melhor. A malta agradece 😉

  20. Carla Says:

    Pelos vistos, Luís, sustentas, tal como muita gente, que “lá fora é que é bom”. Fazes bem, continua assim. 😉

  21. Luís Ramos Says:

    Senhora Carla.
    Sou pianista, músico formado e tenho experiência em produção musical e sonoplastia.
    Tratam-se de profissões como qualquer outras e não me dão mais importância ou prestígio do que qualquer outro ser humano possui. Dão-me apenas alguma confiança para poder falar em assuntos que percebo.
    No entanto é difícil obter uma definição concreta de música, pois pode ser abordada de uma forma funcional, naturalista, artística, tal como até observada sob uma prespectiva social.
    Mas não entremos por aí, pois é um tema demasiadamente complexo para meia dúzia de linhas.
    Estamos apenas a comentar esta música singela, que se apresenta momentaneamente num alvo de crítica muito intenso e sujeita ao clássico direito do gosto e da censura.
    Nos dias de hoje, na era da música electro-acústica, não podemos menosprezar o cavaquinho, o acordeão e todo um mar de parâmetros que definem a música mais antiga, mas não podemos ficar dentro destas quatro paredes a admirar aquilo que pouco mais pode ser explorado.
    Num festival europeu, tem que se ter em conta a interpretação musical e a responsabilidade do intérprete na execução.
    Têm também que ser analisadas formas harmónicas, melódicas e estruturais, tal como um rolo de características e paradigmas de todo um conceito de regras e costumes de cada país.
    Carla, tens o direito de gostar da música. As tuas razões para gostares podem até ter mais impacto e valor que os meus argumentos que me levam a não gostar.
    Quando falo na história que a música representa, estou a referir-me à mensagem que a música transmite. Seja pela letra, pela dissecação da estrutura, pela conjugação harmónica e até pela interpretação vocal, técnica e artística; todo o trabalho de palco na coreografia e em todo o conceito de execução.
    Toda esta análise pretende alcançar a estrutura completa das obras musicais, sendo uma ferramenta muito útil para o enriquecimento dessa interpretação, da criação e da apreciação musical como um todo e não apenas para “abanar o capacete” ou fazer uma roda com a saia. Mas se essa é apenas a “história” que esta música debita, deixa-a existir e concorrer. Também existem muitas pinturas e quadros de má qualidade.
    O grande tema do que se pensa sobre o “bom gosto”, por vezes está é pouco familiarizado com as propriedades dos sons, da frequência, amplitude, harmónicos, durações e dos conceitos associados a estas propriedades como a altura, a dinâmica, o timbre, o ritmo…
    Se um macaco desejar executar música com um pau e uma pedra, também consegue, e até consegue produzir essa mensagem ou essa história. No final dessa execução, e dessa mensagem ter sido transmitida, o macaco tem o seu contributo. Mas é só dele. Dele e dos macacos que gostam de o ouvir.
    Portugal devia conservar o que tem de bom, pois matéria prima e bons profissionais não faltam mas devia aprender um poco mais com o que se passa “la fora” e fazer uma boa conjugação para atingir mais e melhor.
    Vivo no estranjeiro, com muito orgulho de ser português e jamais irei concorrer a esta cerimónia de pategos na celebração do mau gosto. Além disso, não me acho com capacidade suficiente para participar, ao contrário de muita… …de muita “MALTA”

  22. Top Posts « WordPress.com Says:

    […] Festival RTP da Canção – Vencedor “Todas as ruas do amor ”  do grupo Flor de Lis foi a música escolhida pelo público português para […] […]

  23. Luís Ramos Says:

    […] perder.

  24. João Says:

    Independentemente da minha opinião desejo os parabens à canção vencedora e muito boa sorte, uma vez que os elementos do grupo vão precisar muito dela… Na minha opinião, considero que o esquema de votação adoptado, (por destrito), não foi o mais apropriado, dado que, em cada um deles encontravam-se alguns elementos que escolhiam a votação atribuir às canções, generalizando a sua opinião à restante população que nela vive. Não está correcto, erro este que ficou bem evidente, quando os resultados da votação do público foram divulgados. Espero que pelo menos não nos seja atribuido na eurovisão o 22º….. lugar.

  25. pp Says:

    isto o que faz falta, e’ avisar a “malta”!

  26. Carla Says:

    Luís,

    Tenho formação musical em piano, curiosamente, e também sei do que estou a falar. Foram muitos anos de música – e ainda continuam a ser – que me permitiram adquirir muitas capacidades a nível musical. Por isso sei que a música envolve tudo isso que referiste: timbre, ritmo, amplitude vocal, dinâmica na sua “execução”, etc, etc, etc. É efectivamente muito dificil definir música, por envolver um sem-número de componentes; da mesma maneira que é impossível dizer que o meu gosto musical é melhor que o teu gosto musical até porque gostos, esses não se discutem.

    Há coisas que são pão pão, queijo queijo, indiscutíveis. No entanto há outras que eu posso perfeitamente questionar. Não percebo em que é que o grupo Flor-de-Lis deixa a dever a estes componentes. A música prima pela sua simplicidade – e a simplicidade também é um componente musical, também pode ser feita música simples, não tem que ser tudo da 5ª sinfonia de Beethoven para cima. O que eu quero dizer com isto é que não é por haver pouca dinâmica de palco (naquela música, impossível) nem por não usar sonoridades mais viradas para o presente/futuro que a música deixa de ter qualidade. Da mesma maneira que não é por a música ser toda futurista e ter muito ritmo e dinâmica que é melhor do que as outras, que é melhor que uma música feita somente com instrumentos tradicionais.

    Posto isto, considero que:
    * A música dos Flor-de-Lis, ainda que precise de ser melhorada em alguns aspectos (visuais, essencialmente), é uma música boa para levarmos ao festival, ao contrário de outras que se apresentavam a concurso.
    * Há músicas no ESC deste ano que apesar de serem muito populares e “todas viradas prá frentex” são ocas.

    Já agora, Luís, que música, do leque do FC seria melhor para o ESC? E porquê?

  27. Sara Raquel Says:

    Muito bonita a musica, sem duvida a melhor do festival, é diferente do que estamos habituados mas ainda bem… Boa escolha

  28. Raquel Says:

    Realmente não concordo nada com a opinião do Luis, também tenho formação em musica (não em piano) e digo te que para uma musica ser bonita não tem de ser mexida, para ser sincera nem precisava de ter refrão, desde consigas sentir uma harmonia e beleza musical. Esta musica transmite tudo isso.
    Provávelmente só gostas das musicas que “agora se ouvem”, com um instrumental só à base de guitarra e pouco mais… já fazia falta uma musica assim como a dos flor de lis…Harmonia é a palavra que melhor a descreve… O som do acordeão, da flauta transversal…Parabéns evidenciou-se muito neste festival simples e bonita

  29. Joana C. Says:

    Concordo com a Carla e com a Raquel, apesar de não ter formação musical, gostei muito da musica e acho que vamos bem representados, parabéns aos flor-de-lis

  30. pp Says:

    menino luis, ‘a cabine por favor.

  31. martalucas Says:

    Votei na canção Lua sem luar de Paulo Abreu Lima defendida por Nuno Norte.Não era popularucha.Tinha um bonito poema e a música nãoera daquelas que através de uma nota se adivinham as 7 ou 8 seguintes.Não era de facto festivaleira mas o que se tem revelado festivaleiro roça o piroso.Adorei a interpretação do Nuno Norte.Um verdadeiro vagabundo da canção.Foi a pessoa indicada para revelar este trabalho.Do festival pouco há a dizer.Tão pobre como nos últimos anos e merecendo aquele entrevistador tão pobre como o pobre festival.

  32. Luís Ramos Says:

    Ora.
    Começo já por retorquir ao que me foi questionado. “…que música do leque do FC seria melhor para o ESC? E porquê?
    Nenhuma.
    Portugal, com este repertório, devia ter usado a desculpa de 2002 e não aceitar o convite de participação.
    O quê? A Nucha, que em 1990 envergonhou Portugal no festival a cantar o “Sempre (Ha sempre alguém) agora a cantar deformidades de música popular portuguesa com pretensão a goth-metal? E títulos de letra como: “Não demores, quero-te aquecer” ou representações portuguesas com títulos como “Amore Mio, Amore Mio”
    Desde 1964, que Portugal, tirando raras as excepções, não faz boa figura. E isso deve-se, em grande parte dos casos, ao facto da aspiração e da meta dos concorrentes portugueses se ficar pela ida à Europa e não entrarem com espírito competitivo europeu ao ponto de não quererem experimentar entender o encargo aliado a uma competição tão afincada. Já o critério de voto não é o melhor… A atitude no baixo alcance também não ajuda e as composições fracas e a produção reles encerram com a derrota.
    Eu não estou aqui a dizer que a música x ou y era melhor. Estou unicamente a defender a ideia que esta música dos Flor-de-Lis não presta mas tem todo o direito de agradar ou desagradar pois como fazes entender e bem: o gosto,… esse presta sempre.
    Em 45 anos de participação, Portugal pouco ou nada brilhou. Apenas Carlos Mendes em 1972, José Cid em 1980, Sara Tavares em 1994 com uma excelente prestação de um oitavo lugar entre 25 participantes, e Lúcia Moniz em 1996 com a melhor classificação de sempre. Um merecido sexto lugar.
    Deixa-me apenas relembrar-te que nessa música havia muita tradição, muito cavaquinho, muita influência do folclore português e muito bom gosto na letra e no desempenho. E isso é “não usar sonoridades mais viradas para o presente e futuro e não visar o “frentex” mas sim compôr com bom gosto de uma ponta à outra da música e acreditar no que é feito. A música não me agradava por inteiro mas tinha muito potencial porque foi bem produzida e bem executada em todas as vertentes.
    Esta? Dos Flor-de-Lis? É Oca! Uma letra de uma cartinha de amor barata de putos da escola com rimas fáceis. Vazia. Vã. Reles e frívola. Desabitada e com uma composição repetitiva e pouco atenuante…
    O ouvinte, durante a reprodução da música, pode experimentar a fazer saltar aleatoriamente esta salsinha musical para trás e para a frente. Certamente que vai ter a noção que está sempre a ouvir o mesmo excerto da música… e da letra.
    Se ela canta bem?
    Carla. Tu tens formação musical. Quase que aposto que cantas melhor.
    Uma correcção apenas. Acima fizeste uma referência a uma citação minha: que a música envolve timbre, ritmo, amplitude vocal, dinâmica na sua execução, etc… Eu falei apenas nas propriedades do som, nas quais incluí a amplitude.
    Na teoria da dinâmica de execução que referiste, já está incluida essa… …amplitude vocal.
    Olha. Chama-lhe volume. 🙂

  33. Luís Ramos Says:

    Tenhamos esperança! Flor-de-Lis à Ribalta!
    Já me doi os dedos de fazer figas!

  34. NAZARE FM-TOKANIMAR Says:

    O GRUPO “FLOR DO LIS”,É O ACTUAL VENCEDOR DO FESTIVAL DA CANÇÃO RTP 2009.NESTE ASPECTO ESTAMOS TODOS DE ACORDO.
    O QUE LEVOU O JÚRI A VOTAR NESTA COMPOSIÇÃO?
    TALVEZ A HISTÓRIA EXPLIQUE E NESSE CASO OLHEM PARA TRÁS!
    A MÚSICA E O CANTO EM PORTUGAL JÁ TEVE OS CRÓNICOS VENCEDORES DE FESTIVAIS.AGORA ACHO QUE TEMOS QUE INVERTER A SITUAÇÃO.QUEIRAM OU NÃO ESTE TEMA DOS “FLOR DO LIS”,SÃO OS NOSSOS REPRESENTANTES E VÃO DAR TUDO PARA OBTEREM O MELHOR LUGAR NA EUROVISÃO.
    MÚSICA É CANTO,NÃO FOSSE A VOZ HUMANA O INSTRUMENTO MUSICAL MAIS ANTIGO DA HISTÓRIA.FORÇA
    NUNO SILVESTRE

  35. Luís Ramos Says:

    Que falta de noção.

  36. pp Says:

    foi bom le-lo por ultimo, luis. 😉

  37. Carla Says:

    Posto o que disseste, Luís, não consideras tu que a Vânia Fernandes fez um bom papel o ano passado? Mesmo tendo ficado somente em 13º lugar? E digo somente porque para os jornalistas acreditados para o ESC ela venceu o prémio de melhor canção; enquanto o ESC não chegava, a Vânia era sempre apontada a um top5; quando ela entrou em palco na semi-final, tinha não só o grupinho a apoiar Portugal, mas a Arena toda a aplaudi-la; e quando chegou a altura de anunciar quem iria à semi-final, ouvia-se a mesma Arena, no último envelope a dizer que queria “Portugal” na final. Portugal, no ano passado, atrevo-me a dizer, teve a maior prestação de sempre, talvez a mais completa de todas: a nível de apoio europeu (as pessoas gostavam da música), de divulgação, de música, de voz, de palco… tudo. E isto é só um parêntesis.

    Mas eu continuo a insistir: tens o leque das 12 deste FC. Tens que escolher uma música para ir a Moscovo. Mesmo que para ti sejam todas uma m*rda, pergunto-te eu: das 12, se tivesses de pegar numa, qual pegavas?

    Luís, não há muitas letras de músicas do ESC que tenham conteúdo… e ganham festivais! Relembro por exemplo um concorrente deste ano que já lá esteve há dois, Sakis, com uma música que era “Shake, shake, shake, shake, shake mi amor”. Ou então, a vencedora de 2007: a música dela, traduzida para português, chama-se curiosamente “Oração” e também não passa de uma musiquinha de amor, blá blá blá, que tem saudades e que procura não sei o quê… Ou mais escandaloso ainda: Verka Serduchka, segundo classificado de 2007, que além do seu visual… pronto, sem comentários, tinha uma música cuja letra era quase-somente “Sieben, sieben, ai lyu-lyu/Sieben, sieben, eins, zwei/Sieben, sieben, ai lyu-lyu/Eins, zwei, drei”. Isto tem alguma coisa de espectacular? Não creio.

    Por isso, a letra simples pouco vai importar – poucos compreenderão o que a Daniela vai dizer. No fundo, o que importa é a melodia, que, inevitavelmente me convida a bater o pé – e como a mim, a muitos. E inevitavelmente vai ser importante o tipo de efeitos visuais. Sabes que 90% das pessoas a que assistem ao ESC e que votam são pessoas que não estão preocupadas a ver se a letra é oca e se a música é copy-paste. Elas ouvem, e ou gostam, ou não gostam.

    Se passaremos à final com esta música? Tenho as minhas dúvidas, temos este ano um ESC muito forte – e de tão forte que é, e perante o leque das 12 seleccionadas no FC, duvido que alguma tivesse melhor sorte. Por isso, os FDL são a melhor aposta, por muito boa voz que tenha a Luciana, por muito efeito visual que tenha a Nucha, ou por muito sentimentalismo que a Romana tenha demonstrado.

    E por último, relembro que cada vez mais (infelizmente), não são as boas músicas que ganham festivais. Há o efeito “política”.

  38. Carla Says:

    *correcção: o Sakis concorreu em 2004 e ficou em 3º lugar.

  39. loolol Says:

    Nao é magnifica a música, mas é sem duvida nenhuma a melhor música daquela noite. ou secalhar a da Lucy era melhor. lolol

  40. RV Says:

    Gostava realmente que o Luis responde-se á pergunta da Carla, mas certamente não tem resposta para a pergunta que ela fez pois tudo o que sabe fazer é criticar. Apesar de viver no estrangeiro conseguiu transportar com ele o que há de mais tipico em portugal, a mentalidade tacanha, reprimida, criticando tudo e todos que não se enquadrem na sua linha de pensamento. Relembro que não existem verdades absolutas e por muito certo que estejas daquilo que estas a falar, pode ser que ainda tenhas que engulir um sapo.
    É certo que a musica não tem nenhum padrão elevado, nem vou discutir isso porque é verdade, mas é a melhor que estava no festival (a não ser que preferisses que ganha-se a Lucy…!!!). Era a melhor musica do festival. sem dúvida.
    Conto com 22 anos de estudo em música clásssica, já fui professor, solista de orquestra (flauta transversal), cantor lirico (tenor), participei em coros conhecidos, tanto como cantor como condutor, e devo dizer que estou farto deste tipo de atitude em que a musica deve ser dissecada até ao mais pequeno pormenor. Ouve e aprecia, se não gostas não oiças mais!

    Criticar é a maneira portuguesa, mas de pouco adianta. Em vez de andares a criticar porque não fazes algo de útil? faz algo em relação ao assunto em vez de criticares com o intuito apenas de chocar, contrariar ou diminuir o valor da opinião dos outros. Mas não fazes e sabes porque? PORQUE NÃO ÉS CAPAZ! logo cala-te e incha enquanto não tiveres c*lhoes para subir a um palco e representar portugal, porque se te interessa tanto quem representa portugal no FC porque não fazer algo por isso. TRETAS E BALELAS é o que tens para transmitir com essa atitude elitista, snob e exacerbada (inclusive insultuosa) como uma diva acabada de sair da estreia da sua ultima Opera (não digo no s. carlos porque para ti isso deve ser muito reles).
    Espero que encares a insignificância da tua opinião, e que daqui para a frente em vez de manifestares a tua opinião pindérica, faças algo construtivo em vez de criticar.

    Em relação á Vânia Fernandes, só quero dizer á Carla que CONCERTEZA esta não é a melhor música do FC de sempre. Aliás se ouvires a vania a cantar qualquer outra canção na vida estarás com sorte, porque com a voz que ela tem, não me parece que faça nada mais…

  41. Carla Says:

    RV, não disse que a música da Vânia mereceu ser a melhor música de sempre! Tudo o que eu disse respeita à participação da Vânia em Belgrado.

  42. pp Says:

    o rv nao sabe pela certa o que e’ opinar num blog. de tao ofendido ficou que acabou por pecar no vocabulario. este post ate’ ja’ era entretenimento, alias, esteve no “top”.
    pois entao, rv, afaste para la’ esse seu lado escuro e ilumine-se!
    olhe que vale a pena (mesmo com uma alma tao pequena) 😉

  43. maria Says:

    Sr. Luís Ramos…Patego é o senhor. Sou Portuguesa trabalho e vivo em Moscovo, e acredite que os meus
    colegas russos estão a gostar bastante da canção do
    grupo ” Flor de lis “… aqui na Rússia, começam a aprender todos os instrumentos musicais, a partir da infância..Todos os espectáculos de música portuguesa,a que aqui, tenho assistido, tenho ouvido
    e observado a satisfação dos espectadores russos. Em Portugal, há muito bons artistas, é claro que também existe no estrangeiro, sempre assim foi e será, o português que não tem orgulho em si, logo não tem no seu povo ,e não acompanha a evolução do País. Tudo, o
    que é estrangeiro é bom…Só que as grandes cabeças, e incluindo artistas,alguns estão no estrangeiro e são portugueses, (por não terem tantas facilidades é evidente, mas não deixamos por isso de ser, bem inteligentes, e orgulhosos de sermos portugueses..sr. Luís Ramos, felizmente que nem todos pensam como o Senhor, e há muitos portugueses fora do País, que avaliam bem o que é ser português…Quanto ao sr. ser
    pianista, gostava de o conhecer e de o ver tocar em Moscovo…Força “Flor de Lis ” Um abraço a todos….

  44. elis Says:

    Força flor de Lis.
    gostei muito da vossa canção. Boa sorte para Moscovo

  45. Pedro Says:

    Em primeiro lugar desejo os meus parabens a banda que cantou esta musica no festival da rtp1.
    Acho que esta musica foi muito bem escolhida para representar portugal no euroviao.Força para a atuaçãi em moscovo.

    Bjs :- )

    Por favor continuem assim ao cada vez mais para melhor!!!

  46. Luís Ramos Says:

    Olá boa gente.
    Eu não vim aqui apresentar uma tese, escrever um livro, ou ensinar nada a ninguém.
    Eu vim aqui apresentar a minha crítica, o meu parecer, o meu comentário e a minha análise sobre um dado tema.
    Vim aqui apenas usofruir do meu democrático direito de opiniar.
    Não tenciono que a minha abstração seja galardoada como a única a ter em conta e jamais ponho de parte qualquer contra-argumento, seja ele até um tipo de retribuição ordinária, como tenho assistido… ou mesmo qualquer tipo de objecção à minha permissa.
    É pelo conhecimento de tal direito que eu participo em foruns de crítica musical.
    Passo a lembrar o/a RV que criticar trata-se um intuito de informar sob uma perspectiva não só descritiva, mas também avaliativa de um determinado tema e numa dada plataforma ética.
    Criticar, RV, não é “botar” abaixo! E nem sempre conduz a uma avaliação negativa.
    “Criticar é a maneira portuguesa”, citas.
    Não entendo o que queres fazer alcançar com isto, quando logo de seguida me sugeres para fazer algo de útil em vez de criticar em relação ao assunto.
    Sugeres então que faça algo em relação ao assunto…
    …Estou a fazer!
    A crítica é necessária ao estudo e ao aperfeiçoamento.
    E sim, já tive testículos para subir a inúmeros palcos mas nunca fui estúpido o suficiente para pensar que tinha capacidade para representar o meu país. E daí nunca ter concorrido a tamanha responsabilidade. Logo, como bem reconsideras, NÃO SOU CAPAZ!
    Respondi à Carla ao que ela perguntou. Mas digo mais:
    É com argumentos sólidos e capazes como aquele que ela escreveu, que se alimentam estes foruns; expondo toda uma síncope, uma oposição e incompatibilidade, mas sabendo também argumentar correctamente e concordar com um ou outro elemento da “mesa redonda”.
    Ambos concordamos que o critério de avaliação não é o melhor e que o efeito política também extenua a coerência, mas iremos respeitar o gosto de cada um.
    Não gosto da música e mostrei porquê.
    Além disso, e assino numa prespectiva pessoal, considero que o festival da canção devia ter um espectro mais alargado à creatividade musical e despromover o carácter genérico que domina.
    Pois começa a ser fácil o uso da expressão: “isto soa-me a música de festival da canção” como a estipulada “música de elevador”. Os Lordi sabem do que estou a falar, ou não tivessem eles ganho “à bruta” uns ousados 292 pontos em 2006 numa vitória gloriosa.
    Tantos géneros musicais! Tantos artistas! Tantas bandas! Vamos tentar dar cor a um espetáculo que merece melhor!
    RV.
    Aprende a escrever e a ter maneiras.
    Errar é humano, mas dar muitos erros ortográficos e estruturais em tão poucas linhas pode ser preocupante.

    Dona Maria, acredito na senhora. Acredito que os seu amigos russos estão a gostar da nossa cantiga dos Flor-de-Lis e é bem-posta a notícia de que ditas almas inspiram tal conhecimento musical à sua prole.
    Caso tenha lido mais acima, eu referi que tenho orgulho de ser português, ou não estivesse eu a comentar em português num forum português sobre uma música portuguesa. Não foi o comentário que gostou? Tem todo o direito, tal como eu tenho o direito de não apreciar a quantidade de erros de pontuação que a senhora consuma.
    Recuso o convite para conhecer a sua pessoa e para tocar em Moscovo.
    “uuUUUuu… …tocar em Moscovo”

  47. pp Says:

    e’ fantastica a paciencia do luis perante tanto ruido literario.

  48. pp Says:

    LOL tiago, isto e’ que tem sido uma diversao hein?

  49. Carla Says:

    Isto é um fórum de opinião 😉

  50. Anonimo Says:

    O sr Luis Ramos como bom português que é limita-se a criticar o trabalho dos outros, penso que a musica tem ritmo e existe gente que gosta. Agora se o sr Luis consegue fazer melhor a gente fica a aguardar pacientemente. E a musica não é burra nem as pessoas que fizeram a musica são burras o sr é que é.

  51. pp Says:

    pois e’ carla mas, ha’ muitos que ainda nao perceberam.;)
    olha outro!! hehehehe luis, isto e’ que e’ ser adjectivado!

  52. pp Says:

    p.s. lol eu sou mais “axas”.

  53. pp Says:

    ando a ler na diagonal e ha’ palavras que escapam. afinal luis, nem tudo e’ mau, o luis e’ um bom portugues.

    e falhou-me o 😉 la mais acima, era para a carla.

  54. Carla Says:

    Já estamos a fugir do tema ESC. E vamos lá ver se tem de ser uma “teenager” a por as ideias no lugar 😛

    É assim, cada um come do que quer – aqui ninguém está a obrigar ninguém a gostar do que quer que seja. Portanto, se eu gosto de FDL e o Luís não gosta, eu tenho os meus motivos e o Luís os dele. No entanto, quem aqui estiver a partir para os insultos está a perder a razão – porque quando se discute e depois se desce baixo, baixo, baixinho, como isto tem vindo a descer, nem vale a pena discutir. E isto é válido tanto para quem gosta de FDL como para quem não gosta. Acho que esta discussão sobre música/ESC/FDL deve continuar, mas pelo menos já que aqui vêm, tenham a decência de não se andarem a insultar uns aos outros, que até fica mal a gente culta. 😉 Formulem opiniões com cabeça, tronco e membros. 🙂

  55. Luís Ramos Says:

    Transcrevo portanto aqui, uma asserção obrada por um erudito e ilustrado conhecedor com dissimulada identidade: “penso que a musica tem ritmo e existe gente que gosta…”
    Caro indivíduo. Eu não só penso, como tenho a certeza, além também de cuidar que o vocábulo “música” leva um acento; tal como o meu próprio nome.
    A “gente” que aguarde então pacientemente enquanto Vossa Ex. relê o que por boa hora não tenha sido bem decifrado. Conto que não terá percorrido todo o texto.
    Considere reler também a sua última frase com especial atenção à pontuação… E afronte-se com o adjectivo que emprega.

  56. Pedro Says:

    Se alguem me tivesse dito que esta bosta era o generico da nova novela da TVI eu tinha acreditado.

    A musica é boa, mas apenas como como “generico de novela brejeira”.
    NUNCA será vencedora de festival nenhum a não ser que o mesmo decorra em Arrastadeiras de Baixo.

    O festival da canção Português parou em 1981…. uma decada e tal antes do resto do país.

  57. Anonimo Says:

    Sr Luís Ramos retiro o que disse sobre o sr na verdade não é burro, gosta é de fazer dos outros burros, não passa de um mero pseudo intelectualóide e se não gosta de erros “gramaticais” pode passar a comentar todos os posts do blog onde existem muitos. A Republica Portuguesa agradece o seu esforço e dedicação.

  58. Luís Ramos Says:

    Epa, dxculpa aí meu, nao cria ofender. Ta-se bem e numa boa. Ade aver uma maneira da gente sentender.

  59. Anonimo Says:

    tas na boa bro x a gente vai se vendo cumps ao ppl

  60. Carla Says:

    Pedro, não sei se já disse isto aqui, mas se já disse volto a repetir: nem com esta música, nem com nenhuma Portugal ganha o ESC. E sabes porquê? Pela razão mais simples inerente a este concurso: simpatias político-geográficas. O ano passado levávamos a música que levávamos e olha onde ficamos… 13º lugar. Nós podíamos levar a melhor coisinha à face do ESC, que não íamos ganhar; da mesma maneira que é explicável que a Rússia, com aquele popzinho e um cantor a rastejar-se no chão, tenha ganho o ano passado o certame. Era a melhor música? Não, de todo. Tinha era muitas fronteiras! O ESC é cada vez menos um local de eleição da melhor música a concurso. Já foi tempo disso. Quem ainda tem esperança que um dia Portugal ganhe um ESC não deve ser um atento seguidor do ESC, só o deve seguir no dia em que é transmitido. Ou então, tem como lema de vida que a esperança é a última a morrer.

  61. SORAIA Says:

    Seria completamente impossivel não fazer comentário a esta musica.
    É FANTÁSTICA !! É tudo !
    Completamente sem palavras, juro !

    Pah .. PARABÉNS ! São os maiores ! É a melhor musica de sempre .

    Muitissimas felicidades.
    Fã n.º 1!!!!

    Beijinhos ao grupo .. AMEI !

  62. jose fonseca Says:

    Está aqui uma panóplia de intelectuais, peritos e conhecedores da matéria. De facto o Sr. Luís Ramos é um indivíduo cuja capacidade de corrigir erros ortográficos excede(ou melhor, transcende) qualquer professor de Literatura Portuguesa; eu até me questiono se será realmente um entendido em matéria musical ou um académico catedrático no campo das línguas.
    Parabéns aqueles que comentaram conseguiram ignorar quem reprovou esta música. Aos que satirizaram a dita sem ofender ninguem as minhas congratulações.
    Senhor Luís, já que defende a modernização ou as músicas mais tecnológicas entenda também que a internet é um local em que o “que” se torna “k” e o “depois” se torna “dps” entre outros… Como pessoa culta que parece ser só lhe fica mal as criticas à escrita de quem quer que seja. Acredito que nas suas plateias existe “gente” com vontade de vaiar a actuação da sua sinfonia mas o respeito e consideração com que foram educados os leva a aplaudir.

    Quanto a música em si, desejo a maior sorte do mundo(pk nem smp m apteç escrver direito e com as maiúsculas no lugar). Gostei e penso que vá longe, pois é algo que fica no ouvido.

    P.S.: a música vai mesmo longe, ou não estava este blog com os “posts” que está. Hehe;)

  63. Carla Says:

    A música é muito boa, mas acho que não podemos esquecer o nível em que ela vai competir no ESC, basta ir ao youtube ver os restantes concorrentes!

    Tudo pode acontecer, e a verdade é que gostava que esta música entrasse no leque das finalistas; mas não tenhamos ilusões desmedidas quanto a possíveis vitórias e coisa do género. 😉

  64. ana Says:

    esta musica?!!!!boa???
    ñ passa duma cantiga tocada por uns saloios duma parókia klk.
    tenham dó. mas será k esta gente tem um gosto musical tao mirrado!!!??
    isto dava bem era prakeles anúncios do turismo em Portugal. Venha pra fora cá dentro. Isso sim, agora pra representar Portugal num festival. Por amor d deus!!!!

    Pk será k só lá levam putos k nunca mais s ouve falar(tirando a parola da lucy e pelas razões erradas!!!) ou cantoras pimba em final d carreira!!!

    Levem bons artistas, k felizmente temos mtos.
    Bem mas com a fama deprimente k o festival tem nenhum lá ker por os pés!!!

    Senhor José ñ sei das ktas… tem alguma coisa a dizer sobre a música? Parece-me k não!!!
    É k pelo menos do lado do Luís temos argumentos.
    Ñ venham praki falar mal das pessoas k têm opiniões diferentes. Ñ lhe fica nd bem!!!

  65. ana Says:

    ops
    *correcção: Vá pra fora cá dentro.

  66. Luís Ramos Says:

    O que mais me espanta, senhor Fonseca, é que o primeiro post que registei neste blog, foi meramente para comentar uma música numa acepção individual, descritiva e justificada, não criando nenhuma alusão ou qualquer tipo de referência a posts anteriores.
    Após, com ou sem erros, os posteriores participantes dotados ou não de posturas difusoras de moléstias verbais pífias, de críticas construtivas ou simples comentários num já referido carácter singular, lá foram contra-argumentando ou exprimindo apenas uma opinião.
    A meu ver, tudo o que foi aqui dito numa perspectiva crítica à música é valido pois é para isso que aqui estamos.
    Quanto à perduração e insistência no tema da ortografia, tenha lá paciência. Meu caro… você confundiu. Atrapalhou-se.
    Erros de estrutura morfossintáctica, ortográficos, gramaticais, estruturais e de pontuação tal como o uso de vocabulário muito pobre e pouco adequado, não possuem nenhuma confederação ou harmonia com as suas referidas abreviaturas.
    Não se entusiasme. Abreviaturas são úteis para quem não quer perder tempo. Nem eu nunca fiz nenhum tipo de crítica a semelhante tema. Usem e abusem delas.
    Mas senhor “jose fonseca”.
    No seu primeiro parágrafo, o senhor tenta a todo o custo espetar a agulha através de uma ironia enfeitada com a “panóplia”, mas muito fraquinha na piada.
    No seu segundo parágrafo, a falta da vírgula e do acento promovem a sua oração num rasgo de lixo verbal e resistente a uma interpretação lógica.
    No terceiro parágrafo, o senhor atropela-se e confunde modernização com abreviatura de economização de tempo.
    Antes de reclamar, anteceda-se com a incumbência de aprender a pensar antes de reaprender a escrever.
    Para terminar, faço então aqui um apanhado da sua construção crítica sobre a música:
    “…a música vai longe pois é algo que fica no ouvido e porque está a ser muito comentada neste blog.”

  67. Paulo Says:

    A música que vai representar Portugal na Eurovisão é uma vergonha! Enfim podiam ao menos ter escolhido a da Luciana Abreu que era a que se aproveitava dentro das que concorreram. Fiquei muito desiludido com esta escolha do júri, está-se mesmo a ver nós a ir á final, sem dúvida! Por favor façam outro festival RTP e escolham outra música, não é nada contra aos Flor-de-lis mas por favor poupem-me! É isto que faz de nós sempre os fracos! Para mim ia a Luciana Abreu e tinha a certeza que íamos á final e ficávamos numa posição excelente porque ela é espectacular e isso conta muito! CHEGA DE PIMBA! CHEGA DE SERMOS SEMPRE UNS DESGRASSADOS! basta! ia a luciana e ponto final! vamos perder con esta musica! e o perder aqui significa em ultimo lugar!

  68. Carla Says:

    Paulo, se vires os comentários que vêm de fora sobre a música dos FDL e a música da Luciana, acho que não tinhas dúvidas sobre qual, destas duas, a melhor música para representar Portugal. A maior parte das pessoas considera que a música dos FDL, por ser diferente, pode ser uma boa surpresa (desde que com certos aspectos melhorados, porque se não mudarem nada em relação ao FC, que a música se perde em palco) e que em geral se desiludiram com a Luciana Abreu por depois de 1:30 de potência, a música ser uma “sem-letra”, só com “gritos”.

    O que faz muita gente “não poder” com a música dos FDL é que a vocalista não é uma queen despida em cima de palco. Preferiam que fosse a Luciana, só porque é boazona, claro! Lá fora, com um “yes we can” íamos ser gozados para todo o sempre – tal como já está a haver barraca com a música da Geórgia, “We don’t wanna put in”. Com os FDL podemos ter uma música que não seja de mais uma cantora-com-música-pimba-que-se-formos-a-ver-a-letra-não-diz-nada-de-jeito-mas-que-é-boa, como acontece com muitos concorrentes, mas levamos uma música que precisamente por ser diferente, pode sobressair-se pela positiva; mas nunca, nunca para um top10 – tirem daí os sonhos, volto a dizê-lo. O ESC é política, política, política! Ou seja, ganham os países que toda a gente gosta politicamente, ou por vizinhanças, e de preferência que tenham uma moça boa em cima de palco. Ora como ninguém nos grama muito lá fora, politicamente, e só temos um vizinho, esqueçam, porque não ia ser a Luciana Abreu a trazer a bicicleta. E esqueçam os “se a Luciana fosse” porque de “ses” não se faz nada, e já está decidido. Conformem-se.

  69. Carla Says:

    O que mais me irrita são as pessoas que vêm lançar postas de pescada nesta altura mas que nem seguem o ESC todo o ano nem sequer conhecem o que vai haver em Moscovo, e que, por não seguirem o ESC, ainda estão com o que “supostamente” ganhava festivais em 1990. Tirem o cavalinho da chuva. O festivaleiro já era.

  70. pp Says:

    comentario 70.
    a minha opiniao sobre a cancao prevalece.
    jose, se encontrou aqui intelectuais e peritos na materia, optimo! depois de ter lido o seu inutil comentario, acredito que o esforco que fez para o estruturar tenha sido doloroso.
    ainda me questionei porque tera vindo aqui comentar, tera sido pq o luis escreve bem e isso o afecta, ou cre que a cancao vai ganhar pq o tiago decidiu colocar um post da mesma? creio que foi pela segunda razao, alias, sao tantos os comentarios (e nao “posts”), so’ nao sao internacionais mas, “o que vai longe, e’ algo que fica no ouvido”.
    apareca mais vezes jose, tente comentar sobre a cancao, va’ la’, faca uma tentativa.

    carla,era era 😉

  71. Carla Says:

    Depende do conceito de festivaleiro. Tem vindo a mudar 😉

  72. vera Says:

    Realmente é chocante ler alguns destes comentarios que aqui se encontram presentes. como é que o povo portugues pode ter tanta falta de cultura? como é que alguem pode achar que aquela musica é “tao linda, que tem uma letra lindissima uma melodia espectacular”? eu nao tenho nenhuma formaçao no campo da musica mas penso que esta musica que vai reprentar portugal num festival que nao interessa a nng e que nao acompanho ha anos, mas que infelizmente tive o azar de ver sem querer quando passava os canais, nao tem ponta por onde se lhe pegue. quando parei na rtp e comecei por ver uma musica tive que ver o resto todo porque de musica para musica comecei a ficar sem palavras.e daquelas alturas em que dou por mim a sentir vergonha pelas outras pessoas.que vergonha. que tristeza. tornaram a musica numa foleirada total. actuaçoes mediocres cançoes ainda piores. vozes sem brilho. n esta em questao o facto das cancoes vencedoras la foram teham origem em acordos politicos.esta em questao que as musicas que portugal la leva fora sao absolutamente horriveis e nunca la deviam ir. nao queiram gostar das coisas que ca se fazem so porque querem ser muito patriotas e entoo tudo o k levamos la fora e sempre o maximo mesmo quando nao valem nada que é o caso. ainda gozava eu quando ouvia a minha avo a dizer que as musicas que levavam antigamente e que eram lindas. realmente comparadas com estas ja nao tenho coragem de “discutir” com ela-

  73. tomás Says:

    olá

  74. tomás Says:

    gostaria de opinar!

  75. tomás Says:

    Gosto muito da canção do grupo flor de lis. E porquê? não sei explicar. Também ninguem consegue explicar o que é o amor mas há muitos que o sentem. Isto para dizer que não concordo nada com o sr Luís, que efectivamente escreve muito bem, mas que, apesar disso, discordo totalmente o seu ponto de vista. Em primeiro lugar porque a música, como qualquer expressão artística não para ser dissecada de forma médica, fria, científca…mas para ser sentida. Já amou alguém? se sim, será que se põe a discorrer com a pessoa amada o que é o amor, ou aproveita a ocasião para o sentir e partilhar de forma menos racional. Penso que qualquer forma de arte é uma expressão dos afectos através de um meio diferente da palavra ou da razão. Porque da palavra e da razão e de outras coisas mais pragrmáticas já anda o nosso dia a dia cheio. Deixemos então fluir os afectos. A música é alegre, e, pelo pessoalmente, toca-me fundo. Quanto ao resto, acho que são balelas. Com todo o devido respeito.

  76. tomás Says:

    Resumindo, a musica do flor de lis é uma música simples, mas linda. Mas será que é preciso ser complexa para ser bonita? É singela, transmite emoção, e apela aos afecto através através de musicalidade transmitidada pelos diferentes instrumentos, que, quanto a mim, foram muito bem escolhidos. O acordeão faz-me percorrer mentalmente as raízes do mais profundo e verdadeiro de Portugal, a flauda prolonga-lhe um cariz singelo mas ao mesmo tempo aproxima-a de uma obra clássica, a viola da-lhe um tempero acústico e simultaneamente latino, a percussão da-lhe ritmo e um cariz mais encorpado e africano, a rapariga é linda e a sua voz foi talhada para aquela música, os rapazes são simpaticos, enfim….deveria ficar nos 3 primeiros, mesmo sem ouvir as outras.

  77. tomás Says:

    Quanto ao resto, deixem ser os maquilhadores, os montadores de palco, os coreógrafos e outros trapezistas(com o todo o respeito pelas diferentes profissões) a fazer o seu trabalho. A essencial está na música. A letra também é naíf, pura, romantica e com um simbolismo que nos leva para uma profundidade que ultrapassa o que meramente está à vista. Não liguem tanto às aparencias, porque a essencia está na música. E esta foi a que ganhou.

  78. ana Says:

    Sr.Tomás

    Tenha vergonha!

  79. tomás Says:

    D. Ana….
    podia ser mais explicita, ou não terá argumentos para mais. Concerteza que sim.

  80. ana Says:

    teve d deixar 5 posts pra dizer isso?!!!

    s lhe agrada cantigas d amor d criancinhas d 10 anos, td bem!! agora nem td a gente tem d ter a msm opiniao!!!
    ” deveria ficar nos 3 primeiros, msm sem ouvir as outras.” ora pois entao, isso eh k era. ouvir as outras musicas!!! kal keh!!!

    ja agora, a sua descriçao da dita cantiga, dá-m vontade d rir!!! temos poeta!!!!

    ai ai!!!

  81. pp Says:

    se sou limao
    tu ‘es verao
    se sou hortela
    ‘es pimenta
    [LOL e’ ela por ela, nao?]

    “amor, profundidade, essencia e simbolismo”
    o tomas nao me julgue mal mas, depois da sua analise fez-me lembrar aquele rapazinho que lia nietzsche, perguntaram-lhe se ele estava a gostar, disse que estava a adorar, era fantastico, so’ tinha um pequeno problema, ainda nao tinha percebido nada do que tinha lido mas ja’ sabia algumas palavras que ate’ entao desconhecia.

    e a minha opiniao prevalece, nao gosto da cancao.

  82. tomás Says:

    Sr. pp
    Penso que é mais limão, de verão nada parece ter, talvez mais de inverno, de hortelã só de for o caule, que é parte que não é utilizável para os cozinhados, e, portanto, não serve para nada a não ser para combustagem e assim um bom estrume para a terra, de pimenta também dúvido, que essa ainda foi moeda de troca na idd dos descobrimentos, e com tanto valor, ou mais, do que o ouro. Mas não fique triste, talvez seja um bom açafrão.

    Quanto ao menino que lia nietzche e não percebeu nada, espero que não tenha sido o Sr. PP.
    Não há paciência para estes pseudointelectuais, servilistas da opinão geral, e, portanto, sem opinião própria, que confundem emoção com razão. Já agora, vá ler o erro de descartes, de antónio damásio. se me permite, e com todo o devido respeito.

    A minha opiniao tb prevalece. GOSTO DA MÚSICA.

  83. pp Says:

    sr??? LOL nao mudei de sexo.
    para bom entendedor basta, vivo no campo.
    depois da “sua” analise, sera’ que percebeu??

    abomino a cancao.

  84. pp Says:

    ahhh nao falei em kant, algo o confunde.

  85. tomás Says:

    Bom dia D. Ana
    Não sei se temos poeta, mas temos alguém honesto que diz aquilo que pensa. Já agora, tem por acaso alguma coisa contra a poesia ou contra os poetas? Talvez me queira responder a esta questão… E já agora, tem por acaso alguma coisa contra as cantigas de amor? E contra as criancinhas? Não terá porventura uma criancinha dentro de si? pois se não tem, deveria ter…isto na minha opinião claro.
    E por falar em amor, nao gostaria de ser amada? Ou digo-lhe até de outra forma, será que alguem nao gosta de ser amado?!
    Acho piada a estas opiniões de um intelectualismo “snob”, pretensamente emitidas de um pedestal qualquer, como se estivem acima dos outros, como se fossem mais intelectuais, como se estivem acima dos ditos “banais”. Enfim…voltemos à musica.
    Diga-me Ana, deve estar à espera de ver, no próximo festival da Russia, passarem um conjunto de músicas tipo Bethoven, Strauss, ou tenores como o Pavaroti (que Deus o tenha), jazz, blues, etc (que todas de todas e de muitas outras mais). Pois desengane-se, o mais certo é ganhar uma “barbie” qualquer (que por acaso até fez 50 anos ontem) cheia de cilicone, ou entao um metrossexual todo excitado, mas que por ser de alguma potência influente em termos europeis, irá papar os pontos todos daqueles países que lhe prestam vassalagem. E aí irá dizer, “sim sra, ganhou uma grande música, nós nao tinhamos a minima hipotese que a nosso musiquinha”. Só por ser moderna, e também estrangeira já é boa…Tenha dó de mim. A boa música nao tem idd, nem fronteira D. Ana. Abra-me esse leque de interesses, por fazendo estaria a despertar um conjunto de neurónios para umas novas conexões neuronais, e assim olear melhor o cérebro. Eu por gostar do branco nao quer dizer que nao goste também do negro. Tenho um espectro bastante abrangente e assim tiro de cada cor aquilo que mais gosto. Por outro lado, se gostasse só do imaculado branco…..
    Bom, acho que já me alonguei…
    Espero que tenha compreendido a mensagem. E dscp se fui demasiado “curriqueiro” para o seu nivel intelectual…Bem haja.

  86. ana Says:

    senhor tomás…. deus o tenha!!!!
    gosto d poesia bem feita.
    gosto d cantigas d amor d adultos, n de crianças.
    gosto d criançinhas, mas n d adultos com mente d 10 anos.
    se gostaria d ser amada?!!! mas k raio d pergunta eh esta? nem dá pra lhe responder!!! k raio tem isso haver com o post!!!
    k deus o tenha sr. tomás, k deus o tenha!!!!

    ñ tou ah espera d ver nenhum strauss ou mozart no festival, alias eu nem acompanho o festival, tirando a x em k os lordi concorreram! e tenho plena consciencia d k kem ganha sao sempre as pirosas louras xeias d silicone ou os metrossexuais d paises em vias d desenvolvimento. n sei bem pk, mas os senhores k acompanham o festival como o sr. tomás axam sempre imensa piada a isso!!!

    concerteza k a musica n tem idade, e ha mto boa musica em Pt, felizmente. mas n eh d td a banda da parokia flor d lis, nem cantoras pimba a tentar salvar a carreira. mas como ja tinha dito, os bons artistas portugueses n kerem saber do festival, pk sabem da fama deprimente k akilo tem.

    gosta da musica!! optimo pra si, compre o cd, dance e pule ao som da flauta e acordao dos flor d lis.
    agora permita-m ter uma opiniao diferente… n gosto… n tenho paxorra pra musikinhas da parokia feitas por saloios.
    mas tds temos direito a ter opinioes diferentes! ou ñ?!!

  87. Manelito Says:

    A menina Ana nunca ouvir dizer que gostos não se discutem? Muita gente também não tem paxorra para musícas de adolescentes revoltados.
    Deus te tenha rapariga lololol

  88. ana Says:

    manelito s leu bem o meu post ve k eu escrevi exactamente isso… tds temos direito a ter opinoes diferentes.
    k tal ler antes d arrotar postas d pescada!!!
    o meu post foi em resposta ao senhor tomas.

    menino manelito, n venha praki dizer k gosta d musica d adolescentes revoltados. ninguem lhe perguntou o seu gosto musical.

  89. ana Says:

    e ja agora…. gostos discutem-s!!! por isso eh k tamos neste blog a opiniar sobre a musica. ou n? veio ca por outra razao ?! eu n!
    agora nem td a gente eh obrigada a gramar com o msm, sn eramos uma cambada d ovelhas!

    e manelito, eh D. Ana ok? n t conheco d lado nenhum!

  90. pp Says:

    ana, se a nossa opiniao difere, somos de imediato rotulados e com argumentos sem nexo algum.
    continuemos!

    LOL ate’ o manelito veio ca’ dar o seu ar de graca.

    Tiago, este post tem sido uma diversao 😉
    obrigada!

  91. ana Says:

    parece k sim pp.

    lol

  92. Luís Ramos Says:

    Ena!
    Mas quanta matéria prima!
    Volto já.

  93. Pedro Barrote Says:

    Senhores,
    Tenho a andar a remoer esta canção e não deixo de pensar que os primeiros acordes, que passam a refrão são plagiados de uma outra musica. Só ainda não consegui lembrar-me de qual.

  94. Carla Says:

    Perante tanto comentário insultuoso, apenas vou responder a um post:
    Vera, com tanta crítica destrutiva, aguardo ansiosamente que ponha aqui as suas sugestões para melhorar o FC. Como é que define falta de cultura? O que entende por falta de cultura? Gostar de Flor-de-Lis e não gostar de Kizomba é ter falta de cultura? Gostar de Tony Carreira e não gostar de Moonspell é ter falta de cultura? Gostar de Simone de Oliveira e não gostar do Dima Bilan é ter falta de cultura? E porque é que as músicas de Portugal são sempre más? É pelo facto de serem Portuguesas? Por acaso viu o ESC o ano passado? Deve perceber tanto de ESC como eu da apanha da azeitona. Como própria diz, é um festival que não interessa a ninguém – então não entendo porque é que o viu ou porque está aqui a dar a sua opinião sobre uma realidade que mal conhece. Criticar algo que não se conhece é para mim uma coisa descabida! É a mesma coisa que eu falar mal do clube x, y ou z mas saber 0 de futebol. Ah, não, isso já não é comparável, porque, o futebol é um “algo” protegido, protegidíssimo na sociedade portuguesa, tanto que choca a muitos a falta de cultura (ou suposta falta de cultura) mas já não choca ver um tipo que só sabe de futebol mas que não sabe quem é a Simone de Oliveira! Esse já não tem falta de cultura, é um fixarolas, porque saber de futebol é que está a dar!

    O que é lamentável é que vocês se insultem uns aos outros seja pelo que seja. O meu contributo termina aqui. Discutir assim? Já disse o que tinha a dizer. Fiquem bem.

  95. Luís Ramos Says:

    Inundei-me.
    Estou com incontinência verbal e preciso com urgência de manifestar o resultado de um estudo prolongado aos comentários frágeis, fracos , lacrimosos , indefinidos, minguados, quebradiços, delicados, incertos e maricas de um indivíduo.
    Tomás… …meu menino.
    Tens de estudar mais.
    Olha,… …vou transcrever aqui o teu texto e entremeá-lo com umas vergastadas bem dadas nessa calamidade de imaginação, pois temos que tirar essa maldição do teu corpo.
    Aqui vamos:
    “Gosto muito da canção do grupo flor de lis. E porquê? Não sei explicar…” (Então cala-te)
    “Também ninguém consegue explicar o que é o amor mas há muitos que o sentem…” (A vida têm corrido mal, não é? Olha… …Dizem que na recta do Restelo tratam dessas maleitas. Mas realmente, agora que afirmas… …Sabias que existem muitas pessoas com o mesmo problema? Dá uma vista de olhos no Correio da Manhã na secção dos anúncios. Junta-te a eles.)
    “…já amou alguém? Se sim, será que se põe a discorrer com a pessoa amada o que é o amor, ou aproveita a ocasião para o sentir e partilhar de forma menos racional…” (o amor? Uma ocasião? Deve ser um amor dos saldos, da prateleira dos usados ou com defeito de fabrico! Realmente, “nas ruas de amor” é o que encontras, meu petiz. Não admira que gostes da música.)
    “Deixemos então fluir os afectos. A música é alegre, e, pelo pessoalmente, toca-me fundo” (Pelo pessoalmente, suspeito que neste instante já choravas. Flui, meu filho, flui. Mas não te melindres com recusas, negações e abjurações à tua forma de persuadir sem virtude.)
    “…é uma música simples,… …e apela aos afecto através através de musicalidade TRANSMITIDADA pelos diferentes instrumentos” (Cruzes! Louvor às entidades divinas! Perdoai-lhes que ele é detido da massa encefálica.
    “…a rapariga é linda e a sua voz foi talhada para aquela música, os rapazes são simpáticos, enfim… deveria ficar nos 3 primeiros…” (Aqui é que foi o entalo.
    Tomás, meu rabino. Se recorremos ao talho, então anteponho umas talhadas no maciço adiposo da menina. Isso sim! Quando ao facto de achares os rapazes simpáticos e ficares-te pelos 3 primeiros, leva-me à convicção com muita clareza, do que já pensava até então. Mas conta que eles podem não correr para ti.)
    “A letra também é naif, pura, romantica e com um simbolismo que nos leva para uma profundidade que ultrapassa o que meramente está à vista.” (…hã…)
    “Não liguem tanto às aparencias, porque a essencia está na música…” (Ouve lá… …Então a rechonchuda não era linda e os rapazes espetaculares?… …Já não te entendo…)

    Tomás.
    Durante o discurso que avançaste, posteriormente a este teu manifesto de sofrimento, enfermidade, dor e desafeição, interrompes pessoas que até vêm aqui fazer um juizo válido, com essas articulações ternas e afáveis que nem um panasca, na fé e na expectativa que alguém te pegue.
    A perguntares à Ana se ela não gostaria de ser amada?
    A clamares aos céus e a inquirires se existirá alguém que não gosta de ser amado?
    Que bicho te possui, rapaz?
    A sugerires à Ana para olear melhor o cérebro?
    O óleo é mesmo tua a solução! Usa-o com habilidade que pode ser o teu remédio.

    “Com todo o devido respeito”

  96. tomás Says:

    Sr.Luís:
    Confirmo, como já lhe disse antes, que escreve muito bem. Contudo, devo-lhe dizer que o excesso de racionalização pode roçar o campo da patologia (não estou com isto a dizer que o é, mas para tomar algumas precauções, porque o prevenir é o melhor remédio). Denoto, no seu discurso, embora algo camuflado, insultos e julgamentos preconceituosos, para além do carácter irónico que tende a imprimir ao seu discurso. Já agora, diga-me com franqueza, tem alguma coisa contra os homosexuais? Confunde, porventura, romantismo com homesexualidade?
    Não vim para aqui nem lamentar-me nem tentar convencer ninguém, apenas dar a minha opinião sobre a música. E apresentei os meus argumentos.
    Lamento é que com tantos conhecimentos musicais, e parecendo de certa forma estar ligado ao mundo das artes, ainda não tenha percebido que o génio da criação na está na técnica, mas sim na emoção, e se nao percebeu até agora, poderá vir sempre a ser um bom tecnicista, mas nunca um criativo. Deixe-me dar o exemplo do António Variações: a sua criatividade e emoção permitiu-lhe momentos de simples de genialidade, e com pouco técnica.
    Tendo em conta que a técnica não é inimiga da emoção, desafio-o, mas de forma concreta e simples, a dizer aqui um exemplo oposto. Posso estar enganado, e não acho que alguém seja dono da razão, mas penso que há neste mundo muitos técnicistas frustrados por não terem criatividade!

    Continuo a gostar da música porqu é uma sublime momento de criação. E não me venha cá falar com esseste termos técnicos todos, porque isso é dissecar um momento de inspiração. E é, para mim, como ir apanhar agulhas com luvas de boxe (não tem nada a ver). Reconheco contudo que a musica é comercial. É o chamado “easy leastening”. Mas não poderia ser de outra forma, porque quem vota só a irá ouvir uma vez, e músicas mais eruditas muitas vezes requerem tempo para se degustar. Mas para mim não é isso que tira o mérito à criação….
    Sem mais me despeço e que ganhem os “flor de lis”

  97. Luís Ramos Says:

    Já vais embora?
    Olha, Tomás. Olha bem para mim porque eu estou a falar contigo.
    Vieste aqui dar o teu comentário sobre a música. É certo.
    Por ventura, durante a tua referência à discordância com a minha opinião, não me questionaste se eu nunca tinha amado ninguém e se aproveitava a “ocasião” para discorrer com a pessoa amada o conceito de amor (e whatever)
    O que é que tu tens com isso, rapaz?
    Não achas que será assunto sufuciente para que sejas gozado?
    Olha para esta música de esterco pelo sentido que desejares mas não invoques nem coloques nenhum arbítrio naquilo que os outros sentem ou não.
    Arranja alguém para dares uns beijinhos atrás do polivalente ou quando forem fazer o TPC, enquanto eu e a Ana interpretamos o que sentimos um pelo outro à nossa maneira. Não precisamos de ajuda de um “Padre do Amor” porque garanto-te que não se trata de uma “ocasião”.
    Não tenho nada contra homosessuais, pois eles não são tão afeminados como aparentas ser.
    Olha. Sê mais homenzinho. E para treinares, solta um ventinho com emoção e chama-lhe música. Inspira-te.
    Desde que seja feito com muita intuição e sensibilidade, podes chamar-lhe música. E degusta-o, pois músicas dessas não concedem muito tempo para que sejam saboreadas.

  98. Luís Ramos Says:

    gafe: “homossexuais” “suficiente”

    LOL

  99. Luisalmeida Says:

    Estava a privar-me de participar, no entanto não resisti!
    Não vou ser subtil nem erudito na argumentação: Acho que o Tomás é mais “bem-educado” que o Luís, apesar de “inocente”; Acho que o Luís é um calculista e usa argumentação de baixo nível (embora tente disfarçar com o seu dom da escrita, fez-me vomitar após leitura).
    Fiquei triste por vencer quem venceu, mas contente por ver que não contou só a votação telefónica. Assim não ganhou a Luciana Abreu!
    Tenho dito e não escrevo mais nada acerca do assunto.

  100. pp Says:

    Tiago, este post tornou-se demasiado cinza, temos pena…e eu nem sei quem e’ a luciana (sera’ que esta’ no yt?).

    encontramo-nos por aqui ou por la’ 😉 tiago
    e mais aqueles que vierem por bem

  101. Luís Ramos Says:

    Prefiro optar pela liberdade de expressão e usá-la para não bater palminhas à inocência criadora de música horrível ou de certos comentários enternecidos e líricos.
    Talvez tenha conseguido um balanço entre esta forma tão mal educada de escrever e a forma piegas como o Tomás abordou o assunto de um festival. Assim conquistaremos juntos, com muito amor e respeito, uma convergência.
    É ou não é, Tomás?
    Quero também informar que não anatomizo músicas que logo numa convenção exterior (sentimental ou técnica) não manifestem substância ou qualquer teor de respeito que devia ter pela elevação de um festival a nível europeu. Essa análise iria requisitar primordialmente de interesse como também de mais envolvimento e diligência no estudo. E não é da minha intenção criar nenhum acinte ou provocação pessoal tal como reprovo contestações e conjecturas sobre a minha forma de “amar” ou “sentir”. Seja inocente ou não.
    Irei defender apenas uma ideia pessoal.
    A música não vale absolutamente nada. Como música!
    Se provoca alterações em alguém. Que as deixem fluir.

  102. Luís Galhos Says:

    Luís Ramos, Ana e pp: vão mas é dar banho ao cão, ou então, juntem-se os três e façam uma música para concorrer no próximo ano. Tenho a certeza que ganham na boa.

  103. ana Says:

    mas a nossa opiniao ofende assim tanta gente!!!!
    viva ah liberdade d expressao!!!
    grande Pt o nosso!!!

    ai galhos galhos, trabalhas pra censura ou pros flor d lis?!

    lol

  104. pp Says:

    LOL irresistivel.
    ahhh boa disposicao!! 😉

  105. Luís Ramos Says:

    Galhos. Aprochega-te que eu quero dar-te um banho. 🙂

  106. joão branco Says:

    É uma vergonha, participarmos num festival Europeu, pois até hoje, a única canção que nos reprentou mais ou menos, foi a senhora do mar, com uma bela interpretação.
    Devíamos desistir desta participação, porque de antemão nunca vmos ganhar nada, como aliás nda se ganha, seja no que for. Continuamos a estar na cauda da Europa e enquanto tivermos ladrões e corruptos no poder não vamos passar da cepa torta.

  107. Luís Ramos Says:

    Lá por eu ser gay não precisam ser maus pra mim.

  108. Luís Ramos Says:

    Percebo tanto de música como o Zé Cabra

  109. Luís Ramos Says:

    O pacóvio deficiente do encéfalo que assinou pelo meu nome, não tem destreza suficiente no miolo para saber distinguir os símbolos gráficos que são associados a cada pessoa.
    Mas descansa que ninguém vai ser mau para ti.
    Vai fazer uns desenhos e pintar com aguarelas para te treinares.
    Ocupa-te.

  110. ana Says:

    a tua vida deve ser aborrecida!!! vires praki ofender pessoas, so pk n partilham da tua opiniao!! coitado, es o xamado coitadinho! das-m pena, rapaz!
    nem a tua maezinha t kis dar nome ah nascenca. e agora andas a tentar roubar o dos outros… lol.
    triste vida a tua. deixa la ,coisa, isso passa. na msm altura em k t desaparecer o acne.

    ha gente k desce tao baixo!!!

  111. Luís Ramos Says:

    A partir de hoje vou me calar pois não digo nada de jeito.

  112. pp Says:

    e compre halibut, dizem que cura algumas maleitas, a de cotovelo e’ uma delas.

  113. ana Says:

    lol… olha a “coisa” voltou!!!!

  114. Rodri Says:

    Eu penso que esta canção é a melhor que tinhamos,e que as pesoas que votarão na música não vão ligar aos pormonores da música como algumas pessoas deste forum já apontaram,só´se lembrarão da sua melodia do seu ritmo etc…por isso acho que teremos pelo menos hipoteses de chegar à final…

  115. Rodri Says:

    Só mais uma coisa… para o Sr Luis apesar de não questionar as suas aptidões musicais,penso que existe uma minoria de pessoas com as suas aptidões e que ve o festival por isso tudo o que disse a Carla,o Tomas, o manelito etc..é que conta num festival desse tipo.
    Não critique tanto a musica que ela fica no ouvido e isso é que conta ….
    PS:Muito bem dito Tomas gosto do que tu dizes

  116. ana Says:

    Rodri, a kestao eh k td a gente eh livre d dar a sua opiniao. Tu tens a tua e ninguem t condena por isso. Nos temos a nossa e tb n devemos ser apedrejados por isso.
    Mas ah defender opinioes e ah ser mal educado. E eh isso k esses senhores, o tomas, o manelito e outros mais n sabem.

    Ja agora dizes k o manelito tem aptidao pra falar do festival, mas o keh facto eh k ele fez td menos falar do festival. O post dele n passou duma tentativa d atake.

  117. Rodri Says:

    Tem uma certa razão em relação ao que disse o Manelito.
    Apesar de ter sido um ataque tem que admitir que o Sr Luis quer arranjar festa com as pessoas que acreditam na canção como parece dizer o manelito e outros.

  118. Luís Ramos Says:

    Rodri. A sua opinião, eu respeito-a. Respeita a minha?
    Será que eu por optar por uma semblante mais negativa, terei de ser condenado a ser o “mau” da fita?
    Acho a música muito pobre em todos os sentidos.
    Ouça quem goste. Eu não vou ouvir.
    Não gosto da música e nem concordo com o critério de votos, mas até concordo com a afirmação que fez: “que as pessoas que votarão na música não vão ligar aos pormenores da mesma.” É uma verdade.
    O voto é um direito de toda uma estrutura democrática.

    Mas respeitem-na.
    Empregarei o nome das pessoas quando empregarem o meu.

  119. Rodri Says:

    Acha a musica muito pobre em todos os sentidoa mas acabei de ver em varios sites de votaçoes online e es tamos bem posicionados entre os primeiros.
    Eu respeito a sua opinião mas tem que concordar que quando ouve-se a musica pela primeira vez , a musica soa bem e é o que vai acontecer quando as pessoas irão votar só ouvirão uma vez possivelmente duas se a canção ganhar(exceptuando o juri que muitas e muitas vezes).

  120. Rodri Says:

    Desculpem fiz 2 erros:não juntei estamos e esqueci da palavra ouvirá depois de juri

  121. Luís Ramos Says:

    Eu respeito a sua opinião e não tem que concordar comigo.
    Lembre-se que disse: “Eu respeito a sua opinião mas tem que concordar que…”

    São estas as diferenças.
    E não, não concordo que a música soe bem, nem na primeira vez que se ouve.
    Mas não ligues. Isto é apenas uma opinião de uma minoria onde me incluo.

  122. Rodri Says:

    Quando falo de minoria é com as suas aptidoes musicais que eu ja´ouvi voce dizer que tinha ,não quero dizer da minoria que não concorda com a canção e não quero ofende-lo,como outras pessoas ja fizeram.
    Mas quero dizer que não tem razão sobre a canção é perfeita para um festival com este.
    E tem razão na frase que disse ( as vezes sou um bocado estupido…)

  123. ana Says:

    umh?
    oh rodri tu axas k ele n tem razao, ele axa k tu n tens razao. pronto. fica-t por ai.

    n percebi o ” e tem razao na frase k disse ( as xs sou um bocado estupido…)
    kal eh nexo?

  124. Rodri Says:

    ERRO MEU BARALHEI-ME NO QUERIA DIZER,CONTINUANDO JÁ ESTAMOS NO TOP 8 ISTO CONTINUA CALAR OS CRITICOS…

  125. ana Says:

    boa… mas sabes os criticos kerem eh saber da votaçao oficial!
    s ficarem em 8 ou em 1 optimo, so demonstra k pela primeira x a musica d Pt eh melhor k as dos outros ( o k n eh necessariamente bom!)

  126. Rodri Says:

    Eu pergunto porque não é necessariamente bom?
    É EXCELENTE

  127. Rodri Says:

    Alô? Esta ai alguem ou ainda esta a pensar na sua resposta????????

  128. Luís Ramos Says:

    ana faz-me um bóbó

  129. Rodri Says:

    ES o verdadeiro ou o falso

  130. ana Says:

    ka bom tava a ver k nunca pedias

  131. ana Says:

    Eh so boa educaçao… rodri como deves ter notado os ultimos posts feitos pelo suposto luis ramos e suposta ana, n sao verdadeiros!!! os simbolos graficos sao os msm!!! logo eh um palhaço a fazer-s passar pelos 2.
    a “coisa” agora n sabe pra k lado s ha-d virar. decide-t, pk isso ta mau!

    Rodri, n precisas d entrar em desespero pk n t respondo no minuto seguinte, sabes eh k tenho vida pralem disto!
    Bem, mas respondendo ah tua kestao…. na minha opiniao eh melhor ser o pior entre os melhores, do k o melhor entre os piores.

    Mas força ai!!!

  132. Rodri Says:

    Nãõ é preciso ofenderes,tem calma ,pela tua resposta tas a concordar comigo.
    Ainda bem que ja estas a virar-te de lados.Agora só falta o luis o pp entre o resto da minoria que Luis insinou que eu disse ,e ainda não me respondeu…

  133. ana Says:

    Oh rodri!!!! tas a ler bem o k escrevo?!!!
    Eu n t ofendi, começa ja por ai, a menos k tenhas sido tu a fazer-t passar por mim e pelo luis, ai, considera-t ofendido!

    E n, n estou a passar pro teu lado. Ainda axo k a musica eh vergonhosamente pobre pra nos representar. O k eu t disse foi k n assim uma honra assim tao grande ganhar no meio d tanta má musica!

    Le outra
    N tejas praki a tentar converter pessoas, n t fica bem, td a gente tem direito ah sua opiniao, e axo k isso inda n percebest. Pelas tuas palvras, sim , ainda estou com o luis e a pp.

  134. ana Says:

    Oh rodri… lest bem o meu post?!!! Axo k n!!!

    Primeiro n t ofendi. A menos k tenhas sido tu a fazer post s no meu nome e do luis, ai considera-t ofendido!

    N tentes converter as pessoas, n t fica bem.
    Le bem os meus posts e vais perceber k n gosto minimamente da musica.
    E sim , continuo com a msm opiniao. Tal como o luis e a pp.

    Pra clarificar, visto k n percebest, n vejo onde ta a honra d ganhar no meio d tanta má musica, lá está, ser o melhor entre os piores continua a ser mau. Percebest?

  135. ana Says:

    ok… le o penultimo post… ignora o ultimo.

  136. Rodri Says:

    Eu não estou a fazer-me passar por alguem isso ja estava a ser feito antes de eu estar ca (Cheguei há 2 dias) não estou a converter ninguem e achei que ofendeste-me e ainda estou a espera do Luis….

  137. ana Says:

    ofendi-t? entao?

    tas ah espera do luis? pra k?

  138. Rodri Says:

    Para-lhe fazer uma pergunta que a senhora depois verá

  139. Rodri Says:

    Luis e Ana falsos apresentem-se ninguem vai fazer nada…

  140. Rodri Says:

    Estou a vossa espera…

  141. Rodri Says:

    Ja tenho suspeitos porquem são voces….

  142. Rodri Says:

    Errro: para quem são voces

  143. Luís Ramos Says:

    Ok. Sou eu mesmo.
    Estou assustado com este sinistro de sequência de comentários.
    Escusam de me responder mais porque isto perdeu o interesse.
    I’m over & out.

  144. ana Says:

    i’m done.

  145. Cau Says:

    Tanta cagan*a por causa duma simples musica de festival…

    Cresçam meus senhores, e tratem de trabalhar que os tempos são de crise!

    xD

  146. Rodri Says:

    Voltei para dizer umas coisas:cau esta calado porque se ve que tu não percebes nada do assunto,voces os dois sabem quem são… andam aqui a chamar nomes e a gozar com as pessoas e estranho acabarem ao mesmo tempo,voltarei para aclamar a nossa vitoria em Maio

  147. Rodri Says:

    Desculpem “nossa” não é daqules que nao gozam com a cançao vão e lamuriar pela vitoria

  148. Rodri Says:

    Oiçam a nova versão ainda melhor….

  149. Rodri Says:

    Passamos tomem seus criticos que deviam estar calasos agora quero ver voces a falar ……

  150. Tiago Says:

    Flor de Lis – Portugal na FINAL do festival da EUROVISÃO 2009 – MOSCOVO

  151. Melo Says:

    pelo que li aqui há muitas controvérsias, mas temos de pensar que Portugal passou a final com ou sem uma música de jeito. a verdade é que os portugueses têm um defeito nada lhes agrada… mas a brilharmos na final já é bom alem disso o que interessa é participar e se ganhar melhor.
    meus caros Portugal esta a ter uma oportunidade de estar na final.
    Agora a minha critica o “Dança Comigo” não valeu nada e foi à eurovisão enquanto que estes sempre tem uma musica de jeito ou melhor que algumas que pelo festival já passaram. uma vez na vida apoiem o nosso pais e como diz uma letra de musica” … ir até ao fim ganhar novas vitórias e erguer orgulhosas bandeiras”.
    um bem hajam.

  152. Rodri Says:

    Vamos ficar nos 10 primeiros ,e ver se calam os criticos que nao sabem o que dizem

  153. Rodri Says:

    Vamos ficar nos 10 primeiros ,e ver se calam os criticos que nao sabem o que dizer agora que passamos

  154. Festival da Canção 2009 « iDi@s Says:

    […] Confira a canção vencedora aqui!!! […]

  155. Luis Says:

    Dizemos sempre que na nossa competição internet (que terminou agora), nunca aparecem canções festivaleiras e alegres (música + artista + voz e presença). A canção que ganhou jamais ganhará qq coisinha lá fora. Até pode ter uma letra razoável ou boa… mas isso para o júri internacional interessa para alguma coisa? O que quero dizer é que a canção número (8 – Catarina Pereira), era de longe a mais adequada de todos os pontos de vista, alegre, mexida, na cor e a presença da artista, ou seja, foi a canção do tipo que precisáva-mos para ficar-mos numa posição razoável. Por isso se ganhou a que ganhou, depois não nos podemos queixar quando ficar-mos para baixo do meio da tabela.

  156. Luis Says:

    Dizemos sempre que na nossa competição interna (que terminou agora), nunca aparecem canções festivaleiras e alegres (música + artista + voz e presença). A canção que ganhou jamais ganhará qq coisinha lá fora. Até pode ter uma letra razoável ou boa… mas isso para o júri internacional interessa para alguma coisa? O que quero dizer é que a canção número (8 – Catarina Pereira), era de longe a mais adequada de todos os pontos de vista, alegre, mexida, na cor e a presença da artista, ou seja, foi a canção do tipo que precisáva-mos para ficar-mos numa posição razoável. Por isso se ganhou a que ganhou, depois não nos podemos queixar quando ficar-mos para baixo do meio da tabela.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: