Galp investe em postos de combustível de baixo custo

by

“A Galp está a testar um posto de combustível de baixos custos em Setúbal numa experiência de poderá vir a ser alargada a todo o país. “A Galp verificou que existe um grupo de consumidores que tem como principal preocupação o preço e criámos um posto piloto para responder a esse mercado”, afirmou à Lusa o porta-voz da empresa, Pedro Marques Pereira. O novo posto de combustível, que a empresa designa de Galp Base, abriu a semana passada em Setúbal, na avenida Infante D. Henrique, onde são vendidos gasolina e gasóleo sem aditivos a 1,269 euros e 1,059 euros o litro, respetivamente, abaixo dos preços habitualmente praticados nos restantes postos da marca.
No entanto, não são feitas quaisquer campanhas de descontos. Para já a empresa ainda não tem calendário para expandir este conceito a outros pontos do país, mas a hipótese não é posta de parte. “Não há um plano de expansão desta rede. Estamos a avaliar a adesão do público, a recolher dados, para ver se se enquadra no ‘business plan’ da empresa”, explicou Pedro Marques Pereira, reiterando que este “teste” serve para avaliar “um conceito novo”.”

Expresso

Advertisements

Etiquetas: , , , , , , , , , , ,

7 Respostas to “Galp investe em postos de combustível de baixo custo”

  1. cosmos2k4 Says:

    eles não tinham dito que não dava para baixar os preços?
    que estavam no limite do lucro?

  2. Fontão Says:

    Estes são sem aditivos

  3. TDias Says:

    lool Quando se fala em jagolina tens sempre opinião! tenho que falar mais 😉

  4. Fontão Says:

    Neste caso tenho, por uma coincidência. Acho estas bombas de gasolina de baixo custo uma enorme fonte de rendimento para as empresas e um engano para o cliente. A gasolina que eles usam é igual a todas as outras, mas sem aditivos, especialmente um anti-espuma. Faz a experiência que eu tive que fazer à força: pega em 2 garrafões de água de 5L e enche um numa destas bombas e o outro numa BP, Repsol ou GALP convencionais. Mas enche mesmo, deixa a espuma assentar. Vais ver que pagas menos nas bombas convencionais, embora o preço por litro seja superior. Como nas bombas de baixo custo não têm anti-espuma, para encher um garrafão desses na máquina vai marcar qualquer coisa como 6,5L. Lá se vai a poupança.

  5. TDias Says:

    Ah bom! Não sabia disso! Mas claro que já esperava do género.. Bom para as empresas, mau para os clientes!

  6. sovietico Says:

    5 litros, são 5 litros, se a bomba marca 6,5 é um roubo, onde anda a ASAE, para por esses aldrabões na cadeia

  7. Luis Says:

    segundo reportagem da DECO recente, não ha qq diferença entre os postos de combustivel Galp normnal e Galp low-cost. talvez apenas enquanto não ha volume para produzir diferenciado. Tenho consumido gasoleo numa bomba low cost perto de mim, sem diferenças nenhumas face a gasoleo “normal”; já quanto ao Gforce, é outra onda. Não creio que seja pensável a bomba não ser calibrada, sendo a calibração feita por medição externa…ná….a da espuma não engulo…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: