Posts Tagged ‘morte’

Carlos Castro assassinado em Nova Iorque

10 de Janeiro de 2011

Já noticiado no sábado, é de conhecimento público que o jornalista Carlos Castro, de 65 anos, foi encontrado morto, num quarto do Hotel Intercontinental, em Nova Iorque, Estados Unidos. Renato Seabra, modelo português, é agora acusado de homicídio em segundo grau pela morte do jornalista. Ao que escreve a imprensa, o modelo terá mutilado a vítima com um saca-rolhas. Com uma história longe de acabar, o Jornal de Notícias apresenta uma infografia que explica como tudo se passou. Clica na imagem para ver.

Morreu o polvo Paul

26 de Outubro de 2010

Die Welt trauert um Paul den Kraken (O mundo chora a morte do polvo Paul)


WikiLeaks denuncia morte de mais 15 mil civis no Iraque

24 de Outubro de 2010

Wikileaks é o nome de um site que existe para denúncias de informações que os governos desejem manter secretos, e que alguém entende que os cidadãos devem conhecer. O site divulgou no fim da semana cerca de 400.ooo documentos confidenciais sobre a guerra do Iraque. Os documentos comprovam a morte de 15 mil civis iraquianos e detalham abusos de prisioneiros pelas forças iraquianas, actos que os Estados Unidos tinham conhecimento, mas que se negaram a investicar. As autoridades iraquianas prometem investigar qualquer acusação de que a polícia ou soldados cometeram crimes, e prometem condenar os culpados.  Julian Assange, ex-hacker e proprietário do site afirma: “Esperamos corrigir alguns dos ataques à verdade que ocorreram antes da guerra, durante a guerra e que continuaram desde que a guerra foi oficialmente concluída”.

Tarde demais…

7 de Julho de 2010

O que escrever no túmulo…

24 de Junho de 2010
  • Espírita – “Volto já!”
  • Internauta – “www.aquijaz.pt”
  • Agrónomo – “É favor regar o solo com Neguvon. Evita vermes.”
  • Alcoólico – “Enfim, sóbrio!”
  • Arqueólogo – “Enfim, fóssi!l”
  • Assistente Social – “Alguém aí, me ajuda?”
  • Brother – “Fui…”
  • Polícia – “Estás a olhar para onde? Circula, circula…”
  • Ecologista – “Entrei em extinção!”
  • Funcionário Público – “É no túmulo ao lado!”
  • Garanhão – “Rígido, como sempre!”
  • Gay – “Virei a purpurina…”
  • Herói – “Corri para o lado errado!”
  • Hipocondríaco – “Eu não disse que estava doente?!?!”
  • Humorista – “Isto não tem piada nenhuma…”
  • Pessimista – “Aposto que está bem frio no inferno!”
  • Psicanalista – “A eternidade não passa de um complexo de superioridade mal resolvido!”
  • Viciado – “Enfim, pó!”
  • Advogado – “Disseram que morri…. mas vou recorrer!!!”

Formigas doentes morrem na solidão

2 de Fevereiro de 2010

Encontrei um artigo algures na internet bastante curioso. No mundo animal, as formigas quando sentem que vão morrer, deixam o seu formigueiro e passam os seus últimos dias de vida na solidão. A descoberta foi feita por cientistas alemães que fizeram um verdadeiro “Big Brother da Formiga”. No mesmo estudo, os cientistas também revelam que no mundo animal quase ninguém morre por velhice. Geralmente à alguma doença que acaba com a vida dos animais. E neste caso, as formigas evitam contaminar o formigueiro e então isolam-se até morrerem tudo por vontade própria. A natureza é mesmo espectacular…

Notícia Triste

9 de Abril de 2008

O telefone toca e o caseiro atende. Do outro lado, o dono da fazenda pergunta:
– Olá! Estou a ligar só para saber se está tudo bem por aí. Há novidades?
– Bem…
– Então? Aconteceu alguma coisa? Desembucha!
– Sabe… é que o seu papagaio morreu….
– O meu papagaio? O que ganhou o concurso?
– Sim, esse mesmo.
– Ora bolas! E logo aquele bicho que me custou uma fortuna. E de que morreu ele?
– Não temos a certeza, mas talvez de comer carne estragada…
– Carne estragada? Mas quem é que deu carne estragada ao papagaio?
– Ninguém. Foi ele sozinho que se pôs a comer a carne de um dos cavalos que morreram…
– Cavalo? Qual cavalo?
– Um dos seu puros-sangues árabes… Morreram os dois de esgotamento por puxarem a carroça da água durante a noite…
– O quê? Mas qual carroça de água?
– Foi por causa do incêndio…
– Incêndio? Mas houve um incêndio?
– Sim, houve… É que houve uma vela que pegou fogo às cortinas…
– Velas? Então mas a quinta não tem electricidade?
– Sim, mas foi uma vela do velório…
– Mas qual velório?
– O da sua mãe… É que ela veio cá sem avisar e eu dei-lhe um tiro, a pensar que era um ladrão…

Descobre quando vais morrer!!!

8 de Abril de 2008

O site Podrido calcula a data e o motivo da tua morte. Para isso basta preencheres um simples questionário e depois vê o resultado… Ainda tens direito a um contador que mostra todos os segundos que ainda tens pela frente 🙂 …

Ah, e também dá para pores flores… Inventam com cada coisa… Brincadeira!!!


%d bloggers like this: