Posts Tagged ‘motos’

Motocross em Slow Motion

17 de Janeiro de 2011

Dakar 2011 – Ruben Faria vence primeira etapa

2 de Janeiro de 2011

E os portugueses já brilham no Dakar 2011. Com Hélder Rodrigues como grande favorito a vencer a edição 2011, Rúben Faria e Paulo Gonçalves também aspiram ao pódio. E não podia haver um melhor começo. O piloto da KTM terminou o primeiro dia da prova em primeiro lugar. No twitter o piloto português não escondia a satisfação: “Não podia começar melhor este Dakar… vitória a abrir, o que quer dizer que as últimas duas especiais do Dakar foram ganhas por mim”. Paulo Gonçalves foi quinto e Hélder Rodrigues 11.º.

Winter Rider

24 de Abril de 2009

imagem-2Clica AQUI para jogar!

Esculturas com latas de Cerveja

9 de Outubro de 2008

… mais!!!

Dakar 2008 CANCELADO

4 de Janeiro de 2008
Eis o Comunicado:

“Após inúmeros contactos com o governo francês ¿ em particular o Ministério dos Negócios Estrangeiros ¿ e tendo em conta as suas fortes recomendações, os organizadores do Dakar tomaram a decisão de anular a edição 2008 da prova, que deveria decorrer entre 5 e 20 do corrente mês, ligando Lisboa à capital do Senegal.
Tendo em conta as actuais situações de tensão politica, a nível internacional, o assassinato de quatro turistas franceses, no passado dia 28 de Dezembro, atribuído a um ramo do Al-Qaida, no Magreb islâmico, e acima de tudo as ameaças, directas, lançadas contra a prova, por movimentos terroristas, a A.S.O. não pode tomar outra decisão que não seja a anulação da prova.
A primeira responsabilidade da A.S.O. é a de garantir a segurança de todos: populações dos países atravessados, concorrentes amadores e profissionais, sejam eles franceses ou estrangeiros, elementos da assistência técnica, jornalistas, patrocinadores e colaboradores do rali. A A.S.O. reafirma que as questões de segurança não estão, não estiveram, nem nunca estarão em causa no rali Dakar.
A A.S.O. condena a ameaça terrorista que anula um ano de trabalho, de inscrições e de paixão para todos os participantes e diferentes actores do maior rali-raid do mundo. Consciente da imensa frustração, vivida, em particular, em Portugal, Marrocos, Mauritânia e Senegal, bem como entre todos os nossos fiéis parceiros, para lá da decepção geral e das pesadas consequência económicas, em termos de retorno directo e indirecto, para os países atravessados, a A.S.O. continuará a defender os valores que caracterizam os grandes acontecimentos desportivos e prosseguirá com a mesma determinação o desenvolvimento das suas acções humanitárias, através das Actions Dakar, implantadas depois de cinco anos em África sub-saariana com SOS Sahel Internacional.
O Dakar é um símbolo e nada pode destruir os símbolos. A anulação da edição 2008 não coloca em causa o futuro do Dakar. Propor, em 2009, uma nova aventura a todos os amantes dos rali-raid é um desafio que a A.S.O. irá assumir nos próximos meses, fiel à sua presença e paixão pelo desporto”


%d bloggers like this: